Crie ou Acesse seu email


quinta-feira, 27/03/2014

Médico alerta sobre problemas de saúde relacionados a aplicativos de celular

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

whatsFoto:Divulgação

Um médico espanhol afirma ter encontrado o primeiro caso de “WhatsApptite” do mundo. Ele alertou usuários de aplicativos de mensagens de celular sobre o problema.

A paciente não identificada se queixou de fortes dores nos dois pulsos. Após investigar o caso, Inés Fernandéz-Guerrero, do hospital Universitário Geral de Granada, percebeu que o problema era decorrente do uso por mais de seis horas diárias do app WhatsApp.

A mulher de 34 anos estava com 27 semanas de gravidez quando começou a reclamar de dores fortes nos dois pulsos após acordar pela manhã. Ela não havia realizado nenhuma atividade física nos dias anteriores e não tinha histórico de lesões e traumas nas articulações.

“A paciente estava trabalhando, e somente no dia seguinte respondeu às mensagens que foram enviadas ao seu smartphone”. “Ela segurou o telefone que pesava cerca de 130 gramas por pelo menos 6 horas”. “Durante esse período, ela realizou movimentos contínuos com os dois polegares para enviar as mensagens”, contou o médico.

O diagnóstico para as dores nos punhos foi denominado “WhatsApptite”. A paciente recebeu medicação analgésica e foi proibida de usar seu telefone.

O problema relacionado ao uso de aparelhos eletrônicos não é novidade. Na década de 1990, a chamada “Nintendotite” afetou jogadores de videogames. Os médicos seguem atentos aos novos distúrbios que surgem à partir dos novos equipamentos.

Techmestre

quinta-feira, 27/03/2014

Colisão entre Kombi e ônibus em Ipatinga

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acidente em Ipatinga

IPATINGA - Uma colisão envolvendo um veículo Volkswagen Kombi, placas HLF-8149, da Prefeitura de Inhapim, e um ônibus deixou mais de dez pessoas feridas em Ipatinga. A Kombi transportava moradores de Inhapim para uma clínica oftalmológica em Ipatinga.

O fato aconteceu na manhã desta quinta-feira (27), por volta das 10h, na rua Leôncio Guimarães, no bairro Vila Ipanema.

De acordo com o sargento Ferraz, testemunhas relataram que o motorista da Kombi, identificado como Marcos Antônio da Silva Oliveira, de 38 anos, não respeitou a sinalização de parada obrigatória e ocasionou a colisão contra o ônibus.

A Kombi, da Secretaria de Saúde de Inhapim, tombou na via e seu interior ficou sujo de sangue.



Os feridos foram socorridos por duas equipes do Samu e encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Canaã.

Isaura, moradora do bairro, disse estar indignada com a quantidade de acidentes ocorridos naquela região desde a construção da via. Ela reivindicou a melhoria na sinalização de trânsito, para evitar que mais acidentes ocorram no local.

quinta-feira, 27/03/2014

Adolescente apreendido suspeito de assaltos em Ipatinga

[ad] IPATINGA – Na manhã dessa quarta-feira (26), por volta das 10h30, a Polícia Militar de Ipatinga apreendeu um adolescente, de 16 anos, suspeito de ser o autor de diversos assaltos.

De acordo com a PM, o menor foi abordado na avenida Gerasa, no bairro Bethânia em Ipatinga, durante operação para encontrar o autor de um roubo de um cordão, cometido na quarta-feira (25) na rua Granada. Ainda de acordo com a PM, a vítima reconheceu o adolescente e ele assumiu ser o autor.

Segundo os militares, o adolescente indicou um local onde estavam escondidas algumas mercadorias roubadas, onde foi encontrada uma bolsa com documentos pessoais de uma mulher, que foi localizada e identificou o menor como o responsável pelo assalto sofrido no dia 17 de março. Ainda segundo os militares, a mulher disse que é de sua propriedade o aparelho celular encontrado com o adolescente durante a abordagem.

Conforme a PM, no local indicado pelo menor também foram encontradas duas réplicas de armas de fogo, três porções de maconha, uma faca e uma bicicleta, entre outros objetos. Ainda conforme a PM, o adolescente não quis relatar o nome de comparsas.

 

 

 

quinta-feira, 27/03/2014

Luto: a importância de viver o ritual de despedida

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lutoFoto:Divulgação

A confirmação da queda do voo MH370 da Malaysia Airlines, com 239 passageiros a bordo, no Oceano Índico, causou desespero e revoltou os familiares que, por 17 dias, alimentaram a esperança de que seus entes queridos pudessem estar vivos, vítimas de um suposto sequestro.

Perder uma pessoa amada é uma das experiências mais dolorosas que o ser humano pode sofrer. Mas, e quando a notícia da morte não vem acompanhada de um corpo? O colapso emocional e a incredulidade em volta da morte podem resultar um processo de luto turbulento e marcar uma família, com danos físicos e psicológicos. Não saber como o familiar enfrentou os últimos momentos de vida e ainda não ter acesso aos restos mortais podem gerar confusão e até a fantasia de que aquilo não aconteceu.

Para especialistas em luto, é fundamental viver o tradicional ritual com o velório, enterro ou cremação, ou seja, programar os eventos e ser capaz de se despedir. Nos casos em que isso não é possível, como em desaparecimentos ou mortes violentas, o sofrimento pode perdurar por décadas. Um exemplo disso é o drama vivido pelas famílias dos 457 mortos e desaparecidos políticos, segundo a Comissão Nacional da Verdade, no período da ditadura militar no Brasil.

“[Se não tem um corpo] as pessoas se mantêm em suspensão. Elas fazem as coisas, mas é muito difícil viver sem fechar a equação. Como criar essa conclusão sem o corpo?”, explicou ao Delas Maria Helena Pereira Franco, pesquisadora especialista em luto da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Na teoria, defendida por ela, o luto é uma reação natural e acontece quando o vínculo com aquilo que se ama é rompido. Não tem fases pré-estabelecidas e muito menos pode ser programado. Ela conta que cada um vive o processo de uma maneira diferente.

A intensidade da dor da perda, no entanto, depende, além do vínculo, de como ela ocorre. Quanto mais repentina e violenta, mais difícil vai ser a superação da morte.

“Se está lidando com uma pessoa doente, acompanhar e cuidar dela já é uma despedida. Na morte violenta e inesperada, você tem que colocar na cabeça que aquilo é definitivo”, explica Maria Helena.

Lugar para velar

Maarten Van Sluys, diretor-executivo da Associação de Familiares das Vítimas do Voo 447 (AFVV447), que caiu no Atlântico em 2009, viveu a dor de ser forçado a aceitar a morte da irmã mesmo sem evidências. O corpo da jornalista Adriana Francisca só foi resgatado sete dias após a confirmação do acidente, que deixou 228 mortos.

“Foi um período cruel. Me senti confortado de ter um lugar para velar a minha irmã. É importante ter um lugar para você fechar a memória”, conta.

Para ele, existe uma grande diferença no trauma entre os familiares que receberam o corpo e os que não conseguiram. Atualmente, 74 corpos permanecem no fundo do oceano e jamais foram recuperados - entre eles estão 23 brasileiros.

“Tem uma mãe em Belo Horizonte que até hoje espera o filho entrar pela porta da frente. Se você não tem o corpo fica a ideia ‘mas e se ele não embarcou?’. Querem o impossível e o improvável”.

Após quase cinco anos da tragédia, Sluys acredita que sua dor está “diluída”. Além dos membros da AFVV447, que foram fundamentais no seu processo de luto, ele mantém uma rede de contato com outros familiares de vítimas, como os do acidente da TAM de 2007, a Afavitam. Se envolver com outras causas faz parte do seu processo de luto.

“Se eu estivesse naquele avião, a Adriana nunca deixaria na esfera do luto e perda familiar. Desenvolvi isso em homenagem à ela. É assim que preservo a memória dela”.

Luto coletivo

Ao perder a filha Eliana em um acidente de carro, em 2000, a pedagoga Alice Davanço Quadrado, de 68 anos, viu que estava sozinha. Era a única pessoa em seu círculo social que passava por aquela situação. A saída foi buscar especialistas e colocar o luto no papel. O resultado foi o livro “O perfume de Eliana” (Ed. Libro). Após isso, Alice decidiu fundar a Associação Brasileira de Apoio ao Luto, a Casulo, e promover atividades em grupo para os que dividem a mesma dor.

“Naquele momento tão dolorido eu queria conversar com quem me entendesse, falar com os meus iguais e viver o luto coletivamente”, explica Alice. Segundo ela, não há limites para expressar os sentimentos durantes as reuniões, que une pais que perderam os filhos em circunstâncias diversas. Ali é permitido chorar, esbravejar e falar o que quiser.

“Você só enfrenta os próprios sentimentos quando quebra a cadeia do silêncio”. Negar o sofrimento pode estender o processo melancólico.

As profissionais explicam que não há um processo de cura, mas momentos de oscilação entre restauração e reestruturação, quando a pessoa encontra momentos de paz. Todos têm o direito de ficarem tristes e sem vontade de viver ou levantar da cama. Faz parte do processo, garante Maria Helena. Mas, muitas vezes, amigos podem cometer um erro e enquadrar o enlutado como depressivo.

“Luto não significa depressão, são situações diferentes. Ele precisa ser vivido com seus iguais e de um jeito positivo. A perda é eterna, mas pode ser vivida”.

Ig

quinta-feira, 27/03/2014

Participantes do Comida di Buteco são capacitados pelo Senac

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

comida de butecoFoto: divulgação

Ipatinga - Representantes dos 15 bares participantes do Comida de Buteco de 2014 estão participando nesta e na próxima semana de cursos de capacitação promovidos por profissionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Senac, com o intuito de capacitar e reciclar o conhecimento das equipes em relação ao bom atendimento, às práticas de manipulação dos alimentos e de higiene ambiental.

Os cursos estão sendo promovidos por Helielson Ribeiro, administrador, e Elisângela dos Anjos, nutricionista, que este ano estão reforçando a importante parceria do maior concurso de culinária de raiz do Brasil com o  Senac.  “Esta é uma grande parceria do Comida di Buteco com a instituição, que participou de todos outros anos do concurso, para formar profissionais mais habilitados. A ideia é preparar toda a equipe para que ela esteja  apta para prestar os serviços durante o evento com eficácia.”, explicou  Ione Couto, coordenadora do Comida di Buteco de Ipatinga.

Além dos pratos que participarão do concurso, da temperatura da cerveja e da higiene do local, o atendimento também será julgado pelos jurados e pelo público, este quesito, é imprescindível para satisfação dos botequeiros. Por isso, Helielson Moreira preparou boas dicas para o curso realizado com os participantes do evento. “Abordamos dicas cruciais para uma gestão do atendimento para que os participantes do concurso estejam preparados para dar à clientela uma experiência muito agradável, que se traduz em fidelização. Abordamos o atendimento como um todo, o que é o cliente, como é o cliente, a vantagem do sorriso, a higiene pessoal e a importância do trabalho em equipe, que funciona como uma engrenagem de uma grande máquina”,  comentou o administrador.


Os cursos estão sendo realizados gratuitamente nos próprios botecos e deverão capacitar aproximadamente 70 profissionais.

O Comida di Buteco está em sua sétima edição em Ipatinga e será realizado simultaneamente em 16 cidades brasileiras, com início no dia 11 de abril. Acesse o site www.comidadibuteco.com.br e nossa página no facebook – Comida di Buteco e fique por dentro do maior evento gastronômico do segmento!

 

quinta-feira, 27/03/2014

Após quebrar as pernas, homem espera oito dias para ser operado em MG

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MINAS GERAIS - O pintor Sávio Gomes Cota, de 44 anos, que quebrou as duas pernas após cair de uma escada do segundo andar de uma casa durante o trabalho na quinta-feira (20), terá que passar por oito dias para passar por procedimento cirúrgico.

O aposentado Sebastião Cota, de 80 anos, pai da vítima, relatou a reportagem que seu filho está em condições precárias. “Ele foi atendido e ficou dois dias sentado na mesma posição, em um corredor. Após este tempo, voltei ao hospital e com muita briga consegui um quarto para meu filho. Mas, ele está apenas com curativos e vai ter que esperar muito para ser operado”, declarou.

A Secretaria de Saúde de Contagem declarou que o paciente está recebendo todos os cuidados necessários por parte da equipe de ortopedia do Hospital Municipal de Contagem, onde está desde quinta. Na próxima sexta-feira (28) ele será transferido para o Hospital Santa Rita, para realização do procedimento cirúrgico, no sábado.

Para o pai de Sávio a indignação se deve pela sensação de impotência. “Fico revoltado com a situação. Ver aquele hospital lotado, meu filho todo machucado e não poder fazer nada me deixa mais nervoso”, termina o aposentado.

IG

quinta-feira, 27/03/2014

Minas Gerais poderá ter um código de proteção animal

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

projetoFoto:Divulgação

MINAS GERAIS - Minas Gerais poderá ganhar um Código de Proteção Animal. Este é o objetivo da série de audiências realizada pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) sobre a questão animal. A última delas aconteceu nessa terça-feira (25) e contou com diversas autoridades sobre o assunto, entre entidades protetoras e conselhos veterinários. Daqui a 15 dias, uma nova audiência sobre o tema está marcada e, dentro desse intervalo de 15 dias, outras duas ainda acontecerão até que a comissão chegue a uma conclusão.

O tema desta terça foi a guarda responsável de animais domésticos e o controle populacional de cães e gatos. A coordenadora do Grupo Especial de Defesa da Fauna do Ministério Público (MP), Lilian Marotta, que têm acompanhado as reuniões, informou que a falta de uma política pública de proteção animal dificulta até mesmo o trabalho da MP que, frequentemente, recebe denúncias de maus tratos.

Segundo ela, o objetivo é unificar todos os projetos existentes sobre a questão animal e criar, assim, um Código que contemple as questões envolvidas. “A ideia é estimular o poder público a cumprir os preceitos constitucionais, já que na Constituição, há uma cláusula sobre a proteção animal. No entanto, para fazer a lei vale, é preciso que a sociedade busque essa regulamentação em nível estadual”, disse.

De acordo com o deputado Célio Moreira, presidente da Comissão, ao todo, são 32 os projetos de lei que tramitam na casa sobre a proteção animal. “Resolvemos discutir esses projetos e depois apresentar um relatório e cobrar do Estado políticas públicas. Também é preciso que haja recursos para que essas políticas sejam implementadas. Atualmente, a cidade conta com 200 mil animais abandonados pelas ruas”, disse.

A criação de um Hospital Público Veterinário, a castração facilitada e gratuita dos animais - o serviço pode ser feito pela prefeitura, mas o tempo mínimo de espera, geralmente, é de 6 meses -, a reestruturação dos centros de zoonoses e uma alternativa a eles para abrigar os animais, são ideias que têm sido debatidas nas audiências e podem ser incluídas no Código de Proteção Animal.  

 

Ig

quinta-feira, 27/03/2014

Ônibus colide contra caminhão e deixa cerca de 30 feridos no Rio de Janeiro

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

onibusFoto:Seguidor @tiagotek/ig

RIO DE JANEIRO - Um ônibus do corredor BRT que fazia o trajeto Pingo D'água -Salvador Allende colidiu contra um caminhão na Avenida das Américas, após sair do Túnel da Grota Funda, na altura da estação Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste, na manhã desta quiinta-feira. Aproximadamente 30 pessoas ficaram feridas no acidente, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

O veículo articulado atingiu em cheio o caminhão, que transportava papelão. De acordo com o Consórcio BRT, o veículo, com placa de São Bernardo do Campo, em São Paulo, fez uma manobra irregular saída do túnel. Segundo Sergio Thomaz, de 21 anos, que passou no local minutos depois do acidente, o caminhão teria invadido a pista preferencial do BRT e sido atingido pelo ligeirão. Ainda de acordo com o estudante, a tragédia poderia ser pior se o ônibus tivesse em alta velocidade. "Ali o ônibus já está diminuindo a velocidade para entrar na estação Pontal". O motorista teria admitido para a PM que invadiu a pista.

De acordo com o Consório BRT, o acidente aconteceu no sentido Alvorada e agentes do corredor Transoeste foram acionados e implantaram um desvio no local para a continuidade da circulação so serviço. Logo depois, o Túnel da Grota Funda ficou interditado neste sentido por cerca de 15 minutos, interrompendo completamente o tráfego de veículos.

O trânsito ainda apresenta retenções naquela região por conta da interdição de uma faixa e motoristas devem optar pela Serra da Grota Funda. Equipes operacionais do consórcio BRT estão no local para fazer a retirada do veículo, após a liberação da perícia.

iG

quinta-feira, 27/03/2014

Briga entre meninas de 13 e 14 anos termina em morte em Santana do Paraíso

Atualizada 28/03/14

[ad] SANTANA DO PARAÍSO – Na tarde dessa quarta-feira (26), por volta das 17h30, uma adolescente de 13 anos morreu após ser esfaqueada por uma adolescente de 14 anos, durante uma briga que teria sido motivada por ciúmes de um rapaz, na rua Santa Mônica, no Alto Santana em Santana do Paraíso.

As menores discutiram após saírem da escola e a autora foi até sua residência pegar uma faca. A menor fugiu do local, mas abandonou a arma do crime.


De acordo com a Polícia Militar, Paula Rosa de Araújo sofreu uma perfuração no pescoço e uma na altura das costelas.

garotasTestemunhas relataram que a vítima foi socorrida pelo pai e um vizinho. Paula não resistiu aos ferimentos e faleceu momentos após ser encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ipatinga.

Segundo os militares, a mãe da autora contou que há alguns dias as adolescentes estavam discutindo e se agrediram fisicamente várias vezes.

Conforme a PM, a Perícia compareceu ao local do crime e recolheu a faca utilizada pela adolescente. Qualquer informação sobre a localização da adolescente pode ser repassada pelos telefones 181 e 190, através de denúncia anônima.
 

 

 

quinta-feira, 27/03/2014

Aprovado projeto que prevê letra legível em receita médica em MG

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

receitaFoto:Divulgação

MINAS GERAIS - O Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou nesta quarta-feira (26), em 2º turno, o projeto de Lei (PL) 2.714/11, que obriga médicos e dentistas a passarem receita médica com letra legível.

O texto aprovado não sofreu alterações em relação ao que foi votado em 1º turno, em 2011. A proposta prevê que a receita médica seja produzida com letra legível ou digitada, com o nome genérico das substâncias prescritas, sem a utilização de códigos ou abreviaturas, e com o nome do profissional, sua assinatura e seu número de registro no órgão de controle e regulamentação da profissão.

Além disso, o projeto assegura ainda o direito do usuário de conhecer a procedência das substâncias que compõem a formula, a sua origem e prazo de validade.

 

Otempo

quinta-feira, 27/03/2014

Jovem executado a tiros em Ipatinga

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IPATINGA – Na noite dessa quarta-feira (26), por volta das 23h30, um jovem foi executado a tiros na rua Maitaca, no bairro Vila Celeste em Ipatinga. De acordo com a Polícia Militar, o corpo de Geovane Gonçalves Moura, de 27 anos, foi encontrado caído ao solo, após denunciantes informarem sobre o crime.

supermercado

Segundo os policiais, uma equipe do Samu compareceu ao local e constatou o óbito. Ainda segundo os policiais, a Perícia constatou duas perfurações nas costas e uma perfuração numa das nádegas da vítima.

Conforme a PM, testemunhas relataram que dois indivíduos, que trafegavam numa motocicleta, se aproximaram de Geovane e o garupa empunhou uma arma de fogo e efetuou os disparos. Ainda conforme a PM, a mãe de Geovane disse que ele e um vizinho tiveram um desentendimento recentemente.

De acordo com os policiais, a vítima possuía diversas “passagens” e seu corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal. 

A autoria e a motivação do crime ainda não teriam sido reveladas e a polícia segue nas investigações para identificar os autores. Qualquer informação pode ser repassada pelos telefones 181 e 190, através de denúncia anônima.

 

quinta-feira, 27/03/2014

Prefeitura de Timóteo e Aperam lançam Projeto "Um Novo Tempo"

[ad] 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projeto Timóteo

TIMÓTEO - A Prefeitura de Timóteo e a Fundação Aperam Acesita lançaram um projeto para a criação e estruturação de redes comunitárias para o desenvolvimento do bairro Novo Tempo e da Regional Sudoeste. O Projeto “Um Novo Tempo” será executado até 2016, como parte do Fundo Comunidade em Rede (FCR), e será desenvolvido em conjunto com outros 11 projetos implementados em quatro Estados.

O Fundo Comunidade em Rede é uma iniciativa em conjunto da Fundação Interamericana (IAF), do governo dos Estados Unidos, e de institutos e fundações empresariais do Brasil filiados à Rede América. A assinatura do convênio, realizada nessa terça-feira (25) em Timóteo, contou com a presença de representantes de todos os parceiros do projeto.

“Estamos esperando um fortalecimento das ações conjuntas na nossa cidade”, disse Venilson Vitorino, presidente da Fundação Aperam.

O projeto tem como parceiros as Secretarias de Educação e de Assistência Social de Timóteo, e prevê uma série de serviços e atividades nas áreas cultural e de lazer. “Com esse projeto, esperamos que a comunidade dê um salto de qualidade”, aposta a secretária de Educação, Cecília Martins Siqueira.

AÇÕES COMUNITÁRIAS

De acordo com a Prefeitura, o bairro Novo Tempo foi escolhido por causa dos grupos coletivos, como o Pirilampo, por exemplo, que já desenvolvem várias ações na comunidade. Antes da assinatura do convênio foram feitas várias reuniões para diagnosticar as demandas e os pontos fortes daquela Regional, que conta com aproximadamente 1,2 mil famílias cadastradas no Programa Bolsa Família, do governo federal.

O Projeto “Um Novo Tempo” terá oficinas e aulas de bateria, violão, dança, judô e futebol. Haverá ainda uma campanha de arrecadação de livros, para que os jovens tenham um lugar dedicado à leitura. Oficinas circenses e de compostagem também serão disponibilizadas.

Outras iniciativas previstas no projeto é a implantação de uma horta escolar e um jardim comunitário. O convênio inclui ainda cursos de desenvolvimento profissional, de garçom e garçonete, além de eventos culturais como “Cinema Comentado”, que levará filmes à comunidade.

O resgate da memória do bairro Novo Tempo é outra preocupação da parceria entre a Prefeitura de Timóteo e a Fundação Aperam. A proposta é realizar um documentário para registro de histórias da comunidade.

O lançamento do Projeto “Um Novo Tempo” para a comunidade está marcado para o dia 12 de abril. Tendas com serviços de manicure, cabeleireiro e educação, entre outras, serão montadas para que os moradores esclareçam suas dúvidas em relação ao projeto. Segundo os gestores, no próximo mês acontecerão reuniões para definir a data do inicio das atividades.
Edna Martins, representante da Associação Seara, destaca que o projeto vai fortalecer os vínculos familiares. “O poder público não faz tudo sozinho, é cada vez mais importante a consciência da necessidade de interação entre o setor público, a iniciativa privada e a sociedade civil”, ressaltou Edna.

 

 

 

quinta-feira, 27/03/2014

11ª Conferência Municipal de Meio Ambiente em Ipatinga

[ad]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conferência de Meio Ambiente Foto: PMI

IPATINGA - A Prefeitura de Ipatinga promove neste sábado (29) a 11ª Conferência Municipal de Meio Ambiente. O evento acontece a partir das 7h30, no 7º andar da Prefeitura, e vai debater as diretrizes do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), cujo termo de compromisso foi assinado em janeiro pela prefeita Cecília Ferramenta. Durante o encontro também serão eleitos os integrantes efetivos e suplentes do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema).

“A conferência acontece após realizarmos pré-conferências, que levaram a todas as regionais as discussões sobre o tema ‘Plano Municipal de saneamento Básico - Qualidade de Vida e Meio Ambiente’, que impacta diretamente no cotidiano da população”, analisa o secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente de Ipatinga, Gustavo Finocchio, sobre o tema do evento este ano.

As discussões giram em torno das diretrizes sugeridas pela Prefeitura, juntamente com entidades ambientalistas, empresariais e associações de moradores, pautadas nos quatro eixos temáticos do PMSB: abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza e drenagem urbana.

“Reforçamos o convite à comunidade para a 11ª Conferencia Municipal de Meio Ambiente, que propõe discussões importantes para elaboração de políticas públicas voltadas ao saneamento básico e meio ambiente”, reforça a diretora do Departamento de Meio Ambiente, Julia Macedo.

A programação contará, ainda, com uma palestra do representante da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Sérgio Abucater, sobre o tema da conferência este ano.

Plano Municipal

O programa será executado em Ipatinga pela Agência de Água da Bacia Hidrográfica do Rio Doce e tem o objetivo de investigar as condições de urbanização do município, por meio das atuações dos órgãos públicos e empresas privadas. Dessa forma, será possível efetivar uma avaliação sobre a oferta e a qualidade dos serviços prestados, e analisar as condições ambientais e suas implicações na saúde pública e na qualidade de vida da população.

 

 

 

quinta-feira, 27/03/2014

Ipsemg terá atendimento em hospitais do Vale do Aço


[ad]Vale do Aço - Funcionários públicos do Estado de Minas Gerais que atuam no Vale do Aço passarão a ter atendimento local. Estão sendo credenciados para atender os servidores o Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, que fará atendimento de média-alta e alta complexidade, e o Hospital Vital Brazil, em Timóteo, que irá atender demandas de média complexidade.

O Ipsemg tem por finalidade prestar assistência médica, hospitalar, farmacêutica, odontológica e social a seus beneficiários.  Atualmente, funcionários da saúde, educação, segurança pública e outros órgãos estaduais precisam se deslocar até outras cidades para atendimento médico pelo Ipsemg.

Os trâmites legais para a assinatura do convênio estão sendo acertados e tão logo sejam assinados os servidores públicos poderão usufruir dos benefícios.

O credenciamento dessas entidades, que permitirá os atendimentos, decorre de uma parceria que está sendo viabilizada entre a Secretária de Estado de Saúde, sob a gestão do secretário Alexandre Silveira, o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) e hospitais. “Com o atendimento local o servidor não precisará se descolar à Belo Horizonte para receber atendimento médico. É um grande avanço para todos nós servidores públicos”, avalia Silveira. Ele informou que os trâmites legais para a assinatura do convênio estão sendo acertados e “tão logo sejam assinados os servidores públicos poderão usufruir dos benefícios”, destaca o secretário.

Segundo o secretário, milhares de servidores serão beneficiados. “Assim que assumimos a Secretaria de saúde procuramos a presidência do Ipsemg para estudarmos as formas legais para que o Instituto faça convênio com hospitais locais para receber os funcionários usuários do plano de assistência à saúde do Ipsemg. Sabíamos que havia uma dificuldade das unidades hospitalares, mas hoje eles estão sensibilizados em aceitar”, frisa.
 

quarta-feira, 26/03/2014

Mulher acamada pede socorro em Fabriciano

[ad]CORONEL FABRICIANO – Nossa reportagem foi procurada por Rita de Cássia Santos, 46 anos. Ela pede ajuda para a irmã deficiente e acamada, Maria Perpétuo Socorro Liberato, 54 anos, residente na Rua Rouxinol, no bairro Frederico Ozanan.

Segundo Rita, há cerca de três anos, sua irmã sofreu dois AVCs ( Acidente Vascular Cerebral) e devido ao fato, ela ficou com graves sequelas. Segundo conta Rita, sua irmã é totalmente dependente de terceiros, pois não anda, não senta, sente fortes dores nos ouvidos e no corpo. Ela conta que suas pernas já estão se atrofiando devido ao fato de não se locomover, nem mesmo por meio de uma fisioterapia.

Além de todos os problemas citados, Rita diz que Maria está acima do peso, e que hoje ela pesa 110 kilos, o que torna ainda pior a situação de quem tenta carregá-la. Ela possui dificuldades para ir ao banheiro. “Não temos como levar ao Hospital. Eu trabalho. Não tenho ninguém que possa cuidar dela por mim. Já acontece por muitas vezes de ela ficar até 30 dias sem tomar banho, sendo higienizada com pano, aqui mesmo neste sofá”, disse Rita.



Rita continua seu desabafo dizendo que: “Já procurei tudo e todos neste Vale do Aço inteiro. Ninguém me ajuda. Mesmo eu dizendo que ela é aposentada. Procurei asilos, eles me disseram que por ela ter somente 54 anos, não poderiam recebê-la. Procurei o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). Fui mal recebida e as repostas são humilhantes. Em um posto do CRAS do bairro Santo Antônio, a assistente disse-me que, você não quer que eu vá lá trocar sua irmã né?. Procurei o CREA, Clínicas de reabilitação, políticos, prefeitura e nada, não consegui ninguém para me ajudar. A minha irmã sofre. Ela fala pouco, sente falta de ar. Ela só tem a mim para cuidar dela e eu trabalho fora. Mesmo assim, sozinha eu não aguento por que ela está muito pesada. Tenho que ficar pagando as pessoas para vir trocar as fraldas dela, mas quando não tem ninguém para vir, ela fica suja o dia todo. Acredito que a solução seria um centro de reabilitação com profissionais para ajudar. Ajudar ela a perder peso, fazer uma fisioterapia e mudar esta vida triste que minha irmã está vivendo”, desabafou a irmã.

Com poucas palavras, Maria conversou com a reportagem e disse: “Estou acamada tem uns três anos. Mas que eu não ando tem um ano e seis meses. Meu marido faleceu, antes era ele quem cuidava de mim. Não aguento andar, nem sentar. Depender das pessoas é constrangedor e humilhante. Dependo de ajuda para tudo e nem sempre tem quem possa me ajudar e eu entendo as pessoas, cada um tem sua vida né?”, disse a mulher, que neste momento derramou em lágrimas.

CRAS
Procuramos por telefone a pessoa responsável pelo CRAS, na Rua Cirineu Teixeira, 1.100, no bairro Santo Antônio. Falamos com Camila Portuense. Ela nos disse que tem conhecimento da situação, mas que não é autorizada a falar. Ela nos direcionou a procurar a Secretaria Municipal de Assistencia Social, no setor de Gerência de Proteção Básica e falar com a responsável por nome de Débora pelo telefone (31) 3846-7738. Tentamos contato telefônico na tarde dessa quarta-feira (2) as 17h20, mas fomos informados que o expediente teria se encerrado as 17h.



Política de Privacidade | Entre em contato
© 2008-2014 plox.com.br Todos os direitos reservados. Primeiro portal de notícias e entretenimento do Vale do Aço