Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Romeu Zema toma posse como governador e fala em pacto por Minas

    O governador eleito foi empossado no plenário da Assembleia Legislativa

    Por Plox

    01/01/2019 12h14 - Atualizado há quase 3 anos

    O agora governador de Minas Gerais, Romeu Zema, tomou posse na manhã desta terça-feira (1), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, e em seu primeiro pronunciamento prometeu a abertura da caixa-preta das finanças, o pagamento do salário do funcionalismo sem atraso e o fim do que ele chamou de situação de falência do estado.

    Zema, também falou à imprensa e disse que vai acabar com “mordomias, luxos e desperdícios”.  Ao chegar, encontrou um pequeno protesto de um grupo de funcionários da MGS, que teme a demissão por causa da privatização da UAI.

    Foto: Reprodução / TVFoto: Reprodução / TV

    Em mais um discurso, desta vez no plenário, Zema pediu aos deputados e deputadas consciência para a gravidade da situação do estado e que "reflitam a respeito sempre que um projeto entrar nesta casa". “Com o apoio dos deputados dessa Casa, Minas sairá nesta crise maior do que entrou”, disse.

    Veja a íntegra do discurso

    "Daqui alguns minutos, eu e meu amigo aqui, Paulo Brant, seremos empossados como governador e vice de Minas Gerais. Cargo que vamos exercer até 2022. Aceitamos este desafio, junto ao partido Novo, porque não dava mais para ver nosso estado na situação em que está e não fazer nada para melhorá-lo. Eu e o Paulo, aceitamos o desafio e agora temos que abrir a caixa-preta das finanças do estado. Arrumar a casa, renegociar a dívida com o Governo Federal para colocarmos as contas em dia. Atrair investimentos, o estado ficou parado esses anos, pagar o salário do funcionalismo sem atraso, fazer os repasses para as prefeituras, criar empregos, cuidar da educação, da segurança e da saúde. 

    Nós mais do que qualquer outro governo da história de Minas, vamos cortar mordomias, luxos, desperdícios, que são o mau uso do dinheiro público. Vamos acabar com os cabides de empregos e cargos por indicação política. É extremamente necessário enxugar a máquina. É preciso oferecer mecanismos e condições para que o servidor público consiga exercer a sua função com excelência no que diz respeito o atendimento a população. 

    Vamos tomar as medidas necessárias para recuperar Minas. Todos nós, sem exceção, teremos que fazer sacrifícios. Pois o estado está literalmente falido. E a partir de agora, precisamos de união. Todos nós, 22 milhões de mineiros. Precisamos de um pacto por Minas Gerais de cooperação e união de todas as classes. Todos os poderes, todos os cidadãos e cidadãs, sem distinção. 

    Espero poder contar com a imprensa, que tem um papel fundamental neste processo de transparência que vamos implementar em Minas Gerais. É preciso que todos colaborem para voltarmos a respirar. Este projeto de recuperação não é só meu, nem só do partido novo. É um projeto de toda Minas Gerais. Contamos com cada um de vocês. Muito obrigado."

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]