Ipatinga

saúde

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Assembleia Legislativa MG celebra semana de conscientização sobre o autismo

    Por Plox

    01/04/2019 13h59 - Atualizado há mais de 2 anos

    Na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), a Semana Estadual de Conscientização sobre o Autismo será realizada entre os dias 1º e 7 de abril, com audiências públicas e outras atividades. Além dos eventos, o Palácio da Inconfidência, sede do Legislativo, ficará iluminado de azul claro, cor alusiva à causa.

    Ao explicar o tema, José Savietto, da Associação da Síndrome de Asperger no Transtorno do Espectro do Autismo de Minas Gerais (Asa-Tea), conta que ele foi proposto por Jeferson, um jovem de 16 anos, com TEA, morador de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

    Foto: Sarah Torres / ALMG1252264

    “Normalmente, as pessoas com autismo não sabem reivindicar, como fazem outros grupos. Eles não pedem nada, só esperam que a gente melhore a vida deles. Por isso o apelo para que compreendamos seu olhar e suas demandas por inclusão”, descreve Savietto.

    A semana, que vai trabalhar o mote “Autismo, cuidados, políticas educacionais e vida profissional”, terá atividades não apenas na ALMG, mas também Prefeitura de Belo Horizonte e em outros espaços da Grande BH. Várias entidades são parceiras nessa construção.

    Comissão recebe especialistas

    Três audiências serão realizadas pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da ALMG ao longo da semana. Na terça-feira (2/4/19), às 9 horas, no Auditório José Alencar, deputados apresentam e debatem o calendário das atividades que serão promovidas.

    Assinam o requerimento os cinco membros da comissão: deputados Professor Wendel Mesquita (SD), presidente; Duarte Bechir (PSD), vice; Doutor Paulo (Patri); Professor Cleiton (DC); e Zé Guilherme (PRP).

    Cynthia de Lima Prata Abi Habib, vice-presidente da Asa-Tea, fará uma palestra sobre a importância do Dia Mundial da Conscientização sobre o Autismo, celebrado nesse dia.

    Trabalho – Na quinta-feira (4), às 14 horas, também no Auditório José Alencar, a comissão debate a vida profissional da pessoa com transtorno do espectro autista. O deputado Professor Wendel Mesquita é autor do requerimento.

    Cynthia Abi Habib; Lídia de Lima Prata, psicóloga clínica e mestre em Ciências da Saúde; e Marcelo Vitoriano, diretor-geral da Specialisterne Brasil, farão, respectivamente, as intrevenções “O autista adulto: contribuinte ou beneficiário do Estado?”, “O cérebro do autista”, e “O Projeto Specialisterne no mundo e no Brasil”.

    A Specialisterne, empresa dinamarquesa com unidades no Brasil, presta serviços de consultoria a diversos tipos de organizações e se especializou em “aproveitar as capacidades especiais das pessoas com autismo, Síndrome de Asperger e diagnósticos similares”, como indica em seu portal na Internet.

    Entre essas habilidades, a empresa lista atenção aos detalhes, capacidade de concentração durante longos períodos de tempo, habilidades lógicas e analíticas altamente desenvolvidas, diligência e tolerância zero a erros.

    Capacidade profissional - O deputado Professor Wendel Mesquita reforça que muitas empresas têm temor de contratar pessoas com deficiência, conforme determina lei federal. “Mal sabem elas que os autistas têm capacidade profissional enorme”, aponta.

    Porém, segundo ele, ainda que exista um “mito ruim” quanto a essa questão no mercado empresarial, há corporações que estão inovando e criando treinamentos para pessoas com deficiência, a fim de inseri-las em cargos estratégicos.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]