Aumento alarmante de embriaguez ao volante nas BRs de MG durante a Semana Santa

Infrações de trânsito e prisões disparam em feriado prolongado

Por Plox

01/04/2024 20h49 - Atualizado há 14 dias

Durante o feriado da Semana Santa de 2024, Minas Gerais testemunhou um salto preocupante de 161,82% nos casos de motoristas dirigindo sob influência de álcool nas rodovias federais que atravessam o estado. Este fenômeno sinaliza um alarmante desrespeito às normas de trânsito, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e especialistas na área. Embora os números de acidentes e mortes tenham apresentado uma redução em comparação ao ano anterior, a quantidade de infrações e atitudes perigosas nas estradas revela uma tendência contrária à segurança viária.

 Foto: IMAGEM ILUSTRATIVA - Reprodução / Pixabay

Dados revelam negligência ao volante

  • Entre os dias 28 e 31 de março, foram registrados 119 acidentes, resultando em quatro mortes e 119 feridos. Este número representa uma diminuição em relação aos 113 acidentes, 163 feridos e 10 óbitos do ano anterior.
  • No mesmo período, 144 motoristas foram flagrados em estado de embriaguez, um aumento significativo em comparação com os 55 casos de 2023. Destes, 12 resultaram em prisão, conforme as diretrizes do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que classifica a embriaguez ao volante tanto como infração quanto crime, dependendo da concentração de álcool no organismo.

Violando as leis de trânsito

A PRF também reportou altos índices de outras violações de trânsito, com 2.919 infrações por excesso de velocidade e 424 por ultrapassagem em locais proibidos. Estes números, embora menores que os do ano anterior, ainda refletem um grave descuido com as normas de segurança viária. O inspetor da PRF, Aristides Junior, destacou o número expressivo de motoristas presos por embriaguez ao volante, ressaltando o perigo que tais condutas representam para todos os usuários da via.

A perspectiva de um especialista

Silvestre Andrade, especialista em trânsito, atribui ao comportamento humano o principal fator para os acidentes nas estradas. A redução no número de veículos fiscalizados - de mais de 8 mil em 2023 para 6,1 mil em 2024 - sugere um relaxamento nas atitudes em relação à obediência das leis de trânsito. Andrade enfatiza a necessidade de manter a fiscalização e a conscientização para prevenir a imprudência ao volante.

Importância da manutenção veicular

Além do comportamento dos motoristas, a manutenção adequada dos veículos é crucial para a segurança nas estradas. Itens como luzes, espelhos, limpadores de para-brisa e, especialmente, pneus, devem estar em condições ideais para viagens. O tenente André Muniz, do Comando de Policiamento Rodoviário da PMRv, aconselha aos motoristas a realizarem revisões regulares e atentarem para os sinais de desgaste dos pneus, essenciais para evitar acidentes, especialmente sob condições climáticas adversas.

Nota

Um acidente ocorrido no último dia do feriado em Unaí, com seis vítimas fatais, não foi incluído nas estatísticas da PRF devido à jurisdição estadual do trecho.

Destaques