Clamor por justiça após tragédia familiar em Juiz de Fora

Esposa assassinada em casa deixa marido e comunidade em luto e clamando por respostas

Por Plox

01/04/2024 07h35 - Atualizado há 15 dias

Em um trágico evento no começo de março, a comunidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, foi abalada pelo assassinato de Laurenice Helena Marciana da Silva, de 64 anos. O crime, ocorrido dentro da residência da vítima no Bairro Nossa Senhora Aparecida, ainda não resultou em prisões, deixando a família e os amigos em busca de justiça.

crédito: Divulgação / Arquivo Pessoal

Desespero e luto marcam o relato do marido

Sebastião José da Silva, de 50 anos, esposo da vítima e caminhoneiro, descreveu o momento angustiante em que soube do incidente. "A empresa me ligou pedindo que voltasse para casa sem dar detalhes. O desespero tomou conta de mim", relatou Sebastião ao Estado de Minas. Ao chegar em casa, se deparou com a cena trágica, cercada pela polícia e curiosos, descobrindo que sua esposa havia sido assassinada.

Investigações em andamento

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) confirmou que está conduzindo investigações para esclarecer o caso, tendo realizado a perícia no local do crime. Contudo, até agora, ninguém foi detido, e o marido da vítima optou por não comentar sobre as suspeitas que cercam o assassinato.

Complexidade no entorno familiar

O Boletim de Ocorrência revela que Laurenice era credora de uma dívida contraída pela nora e pela neta, as quais estavam em processo de negociação para o pagamento. Ambas foram interrogadas, porém, sem evidências suficientes, não foram detidas.

O vazio deixado por Laurenice

Laurenice é lembrada com carinho por sua dedicação de 30 anos como cozinheira na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora e pelo amor compartilhado em seu casamento de 20 anos com Sebastião. "Era minha amiga, companheira, e agora foi tirada de mim", lamentou Sebastião, evidenciando a profunda dor e o vazio deixado pela perda.

Destaques