Robinho começa a cumprir pena por estupro e divide cela em Tremembé

Ex-jogador passa a conviver com outro preso e pode receber visitas, após ser condenado na Itália por crime ocorrido em 2013

Por Plox

01/04/2024 18h01 - Atualizado há 14 dias

Robinho, o ex-jogador de futebol, foi transferido para uma cela compartilhada no complexo penitenciário de Tremembé, interior de São Paulo, no último domingo, deixando o isolamento inicial após sua prisão em 21 de março. Ele cumpre pena de nove anos por estuprar uma mulher na Itália em 2013, crime pelo qual se declara inocente.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo informou que o atleta estava em isolamento para adaptação e agora ocupa uma cela de oito metros quadrados com outro detento. A SAP também destacou que Robinho está autorizado a receber visitas de amigos e familiares, seguindo as normas do Regime Interno Padrão.

A condenação de Robinho resultou de sua participação em um estupro coletivo a uma mulher albanesa em uma boate milanesa. Após um longo processo judicial, a justiça italiana finalizou a condenação em janeiro de 2022. Sem sucesso na extradição pelo Brasil, a Itália solicitou que a sentença fosse cumprida nacionalmente.

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou em 20 de março que Robinho cumprisse a pena em território brasileiro, decisão que levou à sua prisão pela Justiça Federal de Santos no dia seguinte. Apesar dos esforços da defesa, incluindo um pedido de habeas corpus negado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Robinho começou a cumprir sua pena, reiterando as discussões sobre jurisdição e cooperação internacional em casos de crimes transnacionais.

Destaques