Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Homem que assassinou a esposa em Belo Oriente é condenado também por estupro e tortura dos filhos

    Autor recebeu cerca de 33 anos de condenação pelo assassinato da esposa e 24 anos pelos crimes contra os filhos

    Por Plox

    01/06/2022 18h01 - Atualizado há 28 dias

    A pedido do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a Justiça condenou um morador de Belo Oriente, no colar metropolitano do Vale do Aço, a 24 anos de prisão, em regime fechado, por estupro e tortura dos filhos, de dois, quatro e 10 anos. Os crimes ocorreram entre 2014 e 2020. Nildo Santana Balbino já havia sido condenado a pouco mais de 33 anos por matar a esposa com um tiro na cabeça há dois anos.

    De acordo com a denúncia o homem constrangeu a filha, atualmente com 10 anos, a prática de atos libidinosas, sob pena de espancamento caso informasse o ocorrido à mãe. Consta ainda que ele agredia a menina e outros dois filhos, de dois e quatro anos, constantemente, causando neles pânico, além de sofrimento físico e psicológico.  

    Em 2020, o homem assassinou cruelmente a esposa, Oneia dos Santos Pimenta, com um tiro na cabeça, sendo condenado posteriormente a 33 anos de prisão pelo crime, ocorrido na residência onde moravam e na presença dos filhos, que foram ameaçados de morte enquanto choravam apavorados com a barbaridade.  

    “Ele estava alcoolizado e usou uma barra de alumínio e um chicote para agredir a vítima, antes de matá-la com um tiro na cabeça na presença dos três filhos menores do casal, de 10, 4 e 2 anos”, pontua o Ministério Público mineiro.

    Além da condenação por estupro e tortura dos filhos, o homem foi sentenciado por feminicídio no caso do assassinato da esposa. E em outro processo, também movido pelo MPMG, ele perdeu o poder familiar e a tutela dos filhos.    

    A pena de 33 anos, quatro meses e quatro dias de prisão pelo feminicídio bárbaro da esposa foi mantida integralmente pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), após analisar recurso contra a sentença. 
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]