Brasil

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Aumento no preço da gasolina em Belo Horizonte e região metropolitana

    A nova alíquota não afetou apenas a gasolina, os consumidores de álcool também notaram a diferença

    Por Plox

    01/06/2023 09h10 - Atualizado há 9 meses

    A implementação da alíquota única do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a gasolina nesta quinta-feira (1º) foi notada de forma drástica pelos consumidores de Belo Horizonte e Região Metropolitana. A previsão era de um aumento médio de R$ 0,24 por litro, mas alguns postos de combustíveis surpreenderam os clientes com um incremento superior a R$ 0,40.

    Diversos estabelecimentos mantiveram os valores de quarta-feira (31), cobrando cerca de R$ 4,87 por litro, mas alguns optaram por exceder as expectativas e aplicar um valor mais elevado. Um desses locais, na Via Expressa, chocou Anderson Fidelis, um instalador técnico de 43 anos. "Isso é absurdo. Toda semana eu abasteço porque trabalho com o carro. Agora, coloca isso aí a R$ 0,42 para ver se não pesa no bolso do brasileiro!" desabafou Anderson, tendo que desembolsar R$ 5,29 pelo litro da gasolina, o que representa um aumento de R$ 0,42.

     

    Foto: Reprodução

    Impacto Também no Preço do Álcool

    A nova alíquota não afetou apenas a gasolina, os consumidores de álcool também notaram a diferença. "Ontem, eu paguei R$ 3,47 no litro, hoje já tive que desembolsar R$ 3,69. Isso não se justifica. É um sentimento de revolta e de preocupação porque trabalho todos os dias usando o carro, então o impacto é pesado," explicou Pedro Brandão, um atuário de 24 anos.

    Sindicato Fala sobre o Mercado de Combustíveis

    O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro), antes mesmo das mudanças tributárias, já tinha registrado uma série de reclamações de revendedores, que alegaram restrição nos pedidos de produtos e alterações de preços por parte das companhias distribuidoras.

    O sindicato salientou a necessidade de compreensão por parte dos consumidores: “Vale lembrar que o mercado de combustíveis é livre tanto no varejo quanto na distribuição. No entanto, é preciso ficar claro para os consumidores como tem sido a recente dinâmica de formação de preços, para que a sociedade entenda que se trata de algo complexo, que depende de vários atores, variáveis e que o preço da bomba não depende, exclusivamente, dos empresários revendedores".

    Padronização do ICMS: Mudança Importante

    A padronização do ICMS, uma decisão tomada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), visa a uniformização da cobrança do imposto em todos os estados brasileiros. Anteriormente, cada estado operava com uma alíquota própria. Agora, o valor de R$ 1,22 de ICMS será cobrado por litro de gasolina em todos os estados do país.

    Essa mudança foi recebida com entusiasmo pelos postos de combustível, representados pelo Minaspetro. A entidade ressalta que essa padronização do ICMS põe fim à guerra fiscal entre os estados, que resultava em preços mais altos para a gasolina em algumas cidades do Sul de Minas em comparação com as cidades vizinhas de São Paulo, localizadas a poucos quilômetros de distância.

    Com a uniformização do imposto, espera-se que haja uma maior estabilidade nos preços da gasolina, evitando variações bruscas de uma região para outra. No entanto, os consumidores aguardam para ver como essa nova dinâmica de formação de preços irá se desenrolar e se refletirá nas bombas de combustível nos próximos dias.

    Agora, com o reajuste do ICMS em vigor, resta acompanhar de perto os desdobramentos dessa mudança tributária e como ela afetará o mercado de combustíveis em Belo Horizonte e na Região Metropolitana. Os consumidores esperam que haja transparência na formação dos preços e que os valores praticados sejam justos e condizentes com a nova alíquota estabelecida.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2024[email protected]