Médicos flagrados fazendo sexo em hospital de MG são desligados

Prefeitura de Poços de Caldas desliga médico terceirizado e inicia processo administrativo contra enfermeira, após paciente denunciar ato em hospital municipal

Por Plox

01/06/2024 07h31 - Atualizado há cerca de 2 meses

Na noite de quinta-feira (30/5), um médico e uma enfermeira foram surpreendidos por uma paciente enquanto mantinham relações sexuais durante o plantão no Hospital Municipal Margarita Moralles, em Poços de Caldas, Sul de Minas Gerais. A paciente, ao testemunhar o ocorrido, prontamente denunciou os profissionais à administração do hospital.

crédito: Prefeitura de Poços de Caldas/Divulgação

Ações da prefeitura

No dia seguinte (31/5), a Prefeitura de Poços de Caldas anunciou que o médico, contratado por meio de uma empresa terceirizada, foi imediatamente desligado de suas funções. Já a enfermeira, que é servidora pública, enfrentará um processo administrativo. Em nota oficial, a administração municipal afirmou que o processo visa "apurar os fatos e tomar as medidas cabíveis de acordo com as normas e regulamentos internos".

Repercussão e medidas

Além das ações diretas contra os profissionais envolvidos, a prefeitura também destacou que a coordenação do hospital está prestando apoio tanto aos funcionários que estavam de plantão quanto à paciente que presenciou a cena. "Estamos comprometidos em garantir a qualidade e o bom funcionamento de nossos serviços de saúde, e reforçamos que este incidente não reflete os valores e padrões éticos da unidade", declarou a prefeitura.

Destaques