Policia Federal prende mineiros deportados dos EUA em Confins

Eles foram condenados por crimes como estupro, tráfico de drogas e abuso sexual.

Por Plox

01/06/2024 10h37 - Atualizado há cerca de 2 meses

 

Cinco foragidos da justiça brasileira foram presos pela Polícia Federal ao desembarcarem no Aeroporto Internacional de Confins, na Grande Belo Horizonte, após serem deportados dos Estados Unidos. Três dos criminosos são naturais de Minas Gerais e estavam na lista vermelha da Interpol. Eles foram condenados por crimes como estupro, tráfico de drogas e abuso sexual.

Condenado por homicídio

Um dos detidos é de Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas Gerais. Ele foi condenado a 16 anos e 6 meses de prisão por matar um homem em Gonzaga, no Vale do Rio Doce. De acordo com a PF, o criminoso, de 43 anos, estava nos Estados Unidos desde abril de 2019. Após ser localizado e deportado, ele foi preso ao desembarcar em Confins.

Reprodução

Tráfico de drogas e recrutamento de adolescentes

Outro foragido, de 47 anos, é de Caratinga, também no Vale do Rio Doce. Condenado a 25 anos de reclusão por tráfico de drogas e posse ilegal de munição, ele recrutava adolescentes para o crime em Novo Cruzeiro. O homem foi localizado em Salt Lake City, Utah, e detido pela polícia local antes de ser deportado.

Jovem traficante preso

O terceiro mineiro preso é de Governador Valadares. Com 23 anos, ele foi condenado por tráfico de drogas e porte ilegal de munição. Em 2020, foi flagrado com maconha e um revólver calibre 38. Ele foi inserido na lista vermelha da Interpol a pedido da Justiça de Governador Valadares e, agora, cumprirá quase 4 anos de prisão.

Crimes sexuais no Paraná e Espírito Santo

Os outros dois presos não são mineiros. Um deles, de 40 anos, é do Paraná e foi condenado por estuprar sua sobrinha durante seis anos. O outro, de 43 anos, é do Espírito Santo e foi condenado por abusar sexualmente de três vítimas. Ambos foram deportados e presos pela PF ao chegarem ao Brasil.

Todos os cinco foram detidos pela polícia de imigração americana e, ao chegarem ao Brasil, foram imediatamente presos pela Polícia Federal no aeroporto de Confins.

Destaques