Desenvolvedores tiram do ar aplicativo que 'tira roupa' de mulheres

01/07/2019 11:47

A decisão veio após o artigo de uma ativista ser publicado em um site e ser alvo de críticas

Publicidade

Os criadores do aplicativo Deepnude resolveram tirá-lo do ar, alegando que a ferramenta poderia ser usada de maneira indevida e que não queriam ganhar dinheiro desta forma. O aplicativo tinha o objetivo de tirar roupas de maneira digital em fotos de mulheres para fazer nus realistas, porém, com imagens corporais que não são da pessoa. O processo era feito por meio de inteligência artificial.

App

Foto: Reprodução/Imagem Ilustrativa

Em uma rede social, os desenvolvedores disseram: "A probabilidade de as pessoas usarem-no de forma indevida é muito alta”, além de que "não queremos ganhar dinheiro dessa maneira”. A decisão veio após um artigo de uma ativista, fundadora do Badass, grupo que luta contra a pornografia de vingança, ser publicado em um site de tecnologia e ter sido alvo de inúmeras críticas. Ela disse que a ferramenta nunca deveria ter sido disponibilizada, afirmando que "agora qualquer uma pode se ver vítima de pornografia de vingança, sem nunca ter tirado uma foto nua". O valor do app era de US$ 50, equivalente a R$ 191, portanto, segundo os criadores, quem adquiriu a ferramenta, terá o dinheiro estornado. Eles afirmaram que não farão outros aplicativos assim, nem novas versões do Deepnude e ninguém terá permissão para fazer uso.

Atualizada às 13h39
 



Publicidade