Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Sargento preso com cocaína iniciou na aviação em 2000 e ganha R$ 7,2 mil

    Por Plox

    01/07/2019 17h35 - Atualizado há mais de 2 anos

    Nascido no estado do Tocantins, o segundo sargento Manoel Silva Rodrigues, que foi detido com 39 quilos de cocaína no aeroporto da Espanha, residia no Distrito Federal há duas décadas. Aparentemente, ele levava uma vida sem luxo na capital do Brasil. O militar está em uma penitenciária na Espanha, esperando para ser julgado. Quando foi preso, no dia 25 de junho, estava como suporte ao voo do presidente Jair Bolsonaro, que tinha destino à reunião do G20, no Japão.

    Um dos aviões da Embraer que transportam autoridades e ajudam em comitivas — Foto: AGÊNCIA FAB/SGT JOHNSON

    Segundo-sargento começou a trajetória na aviação em 2000- Foto: Agência FAB/ Sargento Johnson

    Conforme dados disponibilizados no Portal da Transparência do governo federal, o militar consta com um salário bruto de R$ 7.298 mil. Manoel tem um carro e uma moto em seu nome e há cerca de dois anos atrás, ele adquiriu um apartamento avaliado em R$ 180 mil na cidade-satélite de Taguatinga.  

    Ele iniciou na Aeronáutica no ano 2000. Depois, em 2004, ele fez concurso para a Força Aérea Brasileira (FAB) para fazer serviços de copa, sendo um dos primeiros colocados. Já em 2005, ele iniciou um curso de comissário de bordo. Cinco anos depois, Manoel ingressou no Grupo de Transporte Especial da FAB. Para passar a fazer parte da equipe, a Inteligência fez uma investigação na vida pregressa do militar.

    Viagens presidenciais

    A primeira vez em que o sargento voou seguindo Bolsonaro foi de Brasília para São Paulo, em fevereiro de 2019, quando realizaria exames médicos. Já em março, mais uma missão de transporte presidencial, na época em que Bolsonaro viajava para aos Estados Unidos. Em maio, Manoel foi de Brasília a Recife, acompanhando o voo do presidente em Pernambuco. Na ocasião, ele retornou no mesmo dia. Já entre 2016 e 2018, ele acompanhava Michel Temer, num total de 14 viagens. Já no mandato de Dilma Rousseff, o militar fez pelo menos quatro trajetos acompanhando a então presidente. O sargento ainda fez no ano de 2011 diversas agendas com representantes do governo na época. As informações estão no Portal de Transparência.

    Atualizada às 16h23

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]