Boi Caprichoso conquista tricampeonato no Festival de Parintins

O boi Garantido, que não vence desde 2019, terminou a apuração com 1.259,2 pontos, apenas um décimo atrás do Caprichoso

Por Plox

01/07/2024 17h16 - Atualizado há 10 dias

Pelo terceiro ano consecutivo, o boi Caprichoso é o grande vencedor do Festival de Parintins. Na apuração realizada no Bumbódromo, o Caprichoso se destacou desde a primeira noite de apresentações, chegou a empatar com o boi Garantido na segunda noite, mas garantiu a vitória com 1.259,3 pontos após a contagem das notas da terceira noite.


Foto:  Fernando Frazão/Agência Brasil

Garantido enfrenta jejum prolongado

O boi Garantido, que não vence desde 2019, terminou a apuração com 1.259,2 pontos, apenas um décimo atrás do Caprichoso. O festival não foi realizado em 2020 e 2021 devido à pandemia de covid-19, prolongando ainda mais o jejum de vitórias do Garantido.

Patrimônio cultural e tradição do Boi-Bumbá

Reconhecido como patrimônio cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Festival de Parintins celebra a lenda da ressurreição do boi, um elemento central na cultura do Boi-Bumbá. O boi Caprichoso, cuja cor principal é azul, é conhecido pela torcida que também utiliza tons de verde escuro, verde mar, violeta, roxo e lilás. Já o boi Garantido se identifica com a cor vermelha, além de variações como laranja, rosa claro e escuro, rosé e terracota.

Temas das apresentações

O tema do boi Caprichoso para este ano foi "Cultura - O Triunfo do Povo". Conforme descrito no site do Caprichoso, "No princípio, as deusas e deuses criaram Parintins, território sagrado de encantarias e mistérios. Suas gentes, expressão divina da criação, passaram a ser dotadas de saberes e fazeres específicos, um talento cuja vocação se faz presente em cada gesto e em cada canto, em cada palavra e sorriso, um brado de luta e emancipação.” O presidente do Caprichoso, Rossy Amoedo, destacou que "O tema é muito baseado na narrativa do triunfo da vitória da cultura popular."

Em 2024, o tema do boi Garantido foi “Segredos do Coração", abordando a origem e ancestralidade. O presidente Fred Góes explicou: “Esse mito nos remete à Amazônia intacta, sendo ainda a floresta, os animais e os habitantes chegando. É essa Amazônia que queremos mostrar que está sendo degradada. Por que a gente quer mostrar essa origem? Ela está no mito Sateré-Mawé e também está na história geológica da Amazônia. É um mito simples, mas os Sateré-Mawé dizem que aqueles que estão nos nossos olhos, temos que ter cuidado. É um segredo que deixamos de olhar com mais carinho. É esse carinho que estamos pedindo para que a gente tenha um olhar com essa Amazônia.”

Importância do festival para a cultura amazônica

O secretário de Cultura e Economia Criativa do Amazonas, Marcos Apolo Muniz, ressaltou a importância do festival para a identidade do povo amazônida: “Aqui não é só a festa pela festa, estamos falando de representatividade da cultura do amazonense, do amazônida, da Amazônia, de geração de emprego e renda, de oportunidades, de economia aquecida, de promoção do estado. É um festival que, como se diz popularmente, rende o ano todo.”

 

 

 

 

Destaques