Festival de Parintins: campeão será revelado hoje

Torcedores de Garantido e Caprichoso aguardam ansiosamente o resultado após apresentações emocionantes

Por Plox

01/07/2024 11h28 - Atualizado há 14 dias

Torcedores de Garantido e Caprichoso aguardam ansiosamente o resultado após apresentações emocionantesO 57º Festival de Parintins, marcado pela disputa entre o Boi Garantido e o Boi Caprichoso, anunciará seu campeão nesta segunda-feira (1º). As performances no Bumbódromo, que começaram na noite de sexta-feira (28), foram até o domingo, atraindo uma multidão de visitantes e fervorosos torcedores.

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

a tradição do Boi-Bumbá

Considerado patrimônio cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Festival de Parintins celebra a cultura do Boi-Bumbá, centrada na lenda da ressurreição do boi. A narrativa é encenada por personagens como o Amo do Boi, que canta e desafia, e sua filha, a Sinhazinha, além da cunhã-poranga, a bela guardiã da aldeia.

Isabelle Nogueira, ex-participante do Big Brother Brasil, encarna a cunhã-poranga do Boi Garantido, aumentando a visibilidade do festival. No Boi Caprichoso, Marciele Albuquerque assume o papel.

vocabulário e cultura indígena

O evento é repleto de termos específicos, muitos de origem indígena, usados para descrever personagens e componentes. Em estudo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Dulcilândia Belém da Silva destacou que o uso dessas palavras nas toadas - canções do festival - ajudou a expandir o vocabulário do evento e a popularizá-lo.

Desde 1993, houve uma maior valorização dos elementos indígenas, revolucionando o Boi-Bumbá e garantindo mais destaque na mídia. No ano 2000, a incorporação de temas indígenas nas toadas se consolidou, influenciada por critérios de seleção que estimularam a criatividade.

torcidas apaixonadas e viagens épicas

As torcidas são chamadas de galeras, com os "encarnados" do Boi Garantido e os "marujeiros" do Boi Caprichoso demonstrando sua paixão em cores e músicas. Raimundo Medeiros, perreché de Manaus, viajou 16 horas de barco para Parintins, uma jornada que ele repete anualmente, refletindo a dedicação dos torcedores.

"Isso vem desde o ventre da minha mãe. A minha família toda é torcedora do Boi Garantido. A viagem é longa, mas não é cansativa, porque durante todo o tempo a gente vem brincando e se divertindo. Descansa na rede. E a gente sabe que vai chegar aqui para torcer para o Garantido. É muita emoção. Quando ele entra na arena, parece sempre que estamos vivendo aquele momento pela primeira vez", conta Raimundo.

expectativa pelo resultado final

Com as apresentações concluídas, a expectativa pelo anúncio do vencedor é grande. As torcidas aguardam ansiosamente pelo resultado, que celebrará não apenas um boi, mas toda a riqueza cultural e a tradição do Festival de Parintins.

 

 

 

Destaques