Homem é morto com vários tiros durante festa junina em Coronel Fabriciano

Cristiano Cassemiro Gonçalves foi alvejado 16 vezes; autores fugiram em motocicleta preta

Por Plox

01/07/2024 08h45 - Atualizado há 22 dias

Na noite do último sábado (29), Cristiano Cassemiro Gonçalves, 29 anos, foi morto a tiros durante uma festa junina na Rua Angico, no bairro Aparecida do Norte, em Coronel Fabriciano. A vítima, que possuía passagens pela polícia, foi alvejada 16 vezes e encontrada sem vida pela polícia.

Foto: enviada por leitor do Plox

 

Morte e atendimento policial

De acordo com o boletim de ocorrência, a polícia foi acionada para atender a um chamado de disparo de arma de fogo. Ao chegar no local, os policiais encontraram uma grande aglomeração ao redor de Cristiano, caído na calçada. Para garantir a segurança e preservar a cena do crime, os policiais utilizaram gás pimenta para dispersar a multidão.

Perícia e detalhes do crime

Ainda segundo o boletim, Cristiano, que tinha várias passagens por crimes como tráfico e consumo de drogas, furto, posse ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio. O corpo apresentava 16 perfurações de arma de fogo, sendo sete nas costas, três no pescoço e cabeça, uma na perna direita, uma na mão esquerda e quatro no tórax. O SAMU foi acionado e uma médica confirmou o óbito no local.

A perícia recolheu oito estojos de munição calibre .380 e quatro projéteis do mesmo calibre. A guarnição do Comando Tático encontrou a carteira de identidade da vítima e R$ 600,00 em sua casa, entregues à proprietária do imóvel e à funerária Vale do Aço, respectivamente.

Informações sobre os suspeitos

Testemunhas relataram que dois homens em uma motocicleta Falcon preta chegaram pela Rua São Paulo, estacionando na Rua Três Marias. O carona desceu, efetuou os disparos contra Cristiano e fugiu com o condutor da motocicleta pela Avenida Presidente Tancredo de Almeida Neves, sentido Melo Viana.

A polícia investiga a possibilidade de envolvimento da ex-namorada da vítima com outro indivíduo ligado ao crime. Câmeras de segurança em três endereços foram identificadas e podem auxiliar na investigação, mas até o momento, imagens da motocicleta mencionada não foram localizadas.

Destaques