Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Movimento a favor do voto impresso reúne mais de mil pessoas em Ipatinga, dizem organizadores

    Manifestação ocorreu por todo o país; participantes apoiam a PEC 135/2019

    Por Plox

    01/08/2021 19h42 - Atualizado há cerca de 2 meses

    A manifestação pró-voto impresso auditável reuniu, segundo os organizadores, cerca de 1,2 mil pessoas, na manhã deste domingo (1), na praça dos Três Poderes, em Ipatinga, Minas Gerais. O evento, promovido pelos movimentos conservadores do Vale do Aço, defende "maior transparência nas eleições do próximo ano".

    Foto: divulgação

     

    O prefeito Gustavo Nunes e a deputada Federal Alê Silva, ambos do PSL, foram as principais autoridades que participaram. Alê Silva, uma das primeiras a falar, enalteceu o evento e ressaltou a importância da união dos grupos regionais em torno do tema.

    "É gratificante ver esta praça cheia, numa manifestação bonita como esta. É esta força que nos motiva a continuar a luta lá em Brasília", discursou, antes de gravar uma mensagem dos manifestantes para o presidente Bolsonaro.

    Deputada federal, Alê Silva, discursou. Foto: divulgação

     

    Após os discursos dos vereadores, líderes religiosos e comunitários, o secretário de Governo de Ipatinga, Roberto Soares, frisou a importância de se pressionar deputados e senadores. "Essa é a melhor estratégia, mesmo com os deputados e senadores saindo das redes sociais e até trocando telefone. Tem problema não! A gente consegue de novo e divulga", disse.

    Já o prefeito Gustavo Nunes defendeu "maior transparência para o momento mais importante do exercício da cidadania''. "A nossa posição é favorável, clara e pública. Não dá pra ser contrário a mais um instrumento de segurança para as urnas eletrônicas. Buscamos fortalecer o sistema democrático", concluiu.

    Prefeito Gustavo Nunes também esteve presente e discursou. Foto: divulgação

     

    Também participaram do evento os vereadores de Ipatinga (Avelino Cruz, Ney Professor, Coronel Silvane, Wellington da Floricultura e Zé Terez), Cel Fabriciano (Lincoln Drumond), além de representantes dos grupos Vale do Aço nas Ruas (VAR), B38 Vale do Aço, União Juventude Patriota, Frente Vale do Aço, Ouvidoria Popular e Guerreiros Voluntários.

    Maioria dos manifestantes usou as cores da bandeira do Brasil. Foto: divulgação

     

    OUTRAS CIDADES

    O movimento pelo voto impresso aconteceu em vários lugares do país. A maioria dos manifestantes estava vestida de verde e amarelo, com cartazes contendo apelo e palavras de ordem. Carros de som, carreata, trios elétricos e buzinaço marcaram o ato.

    Na capital mineira, Belo Horizonte, manifestantes ocuparam o coreto da Praça da Liberdade. No Rio de Janeiro, um guindaste foi usado para erguer uma bandeira do Brasil com a frase "Pátria Amada". Em São Paulo, o filho do presidente Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, esteve presente na avenida Paulista. 

    No Distrito Federal, o grupo se concentrou no Museu da República, em Brasília, e foi até o gramado do Congresso. Na Bahia, em Salvador, os manifestantes gritaram palavras de ordem contra opositores ao governo federal.

    No Espírito Santo, o ato ocorreu na Praia da Costa, em Vila Velha, e na Praça do Papa, em Vitória. Em Goiás, a concentração foi na Praça Tamandaré, em Goiânia, onde o Hino Nacional foi cantado.

    Também teve registro em Maceió, no Alagoas; São Luís, no Maranhão; Belém, no Pará; Foz do Iguaçu e Guarapuava, no Paraná; Recife, no Pernambuco e Boa Vista, em Roraima.

    ENTENDA A PROPOSTA
    Proposta de Emenda Constitucional (PEC 135/2019), apresentada no Congresso pela deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), que instaura o voto impresso nas eleições, já foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas tem encontrado resistência na Comissão Especial sob a relatoria do deputado Filipe Barros (PSL/PR).

    Pela PEC, a partir da Eleição 2022, os números que o eleitor digitar na urna eletrônica serão impressos e os papéis depositados de forma automática numa urna de acrílico. Em caso de acusação de fraude no sistema eletrônico, os votos em papel poderão ser conferidos manualmente pela Justiça Eleitoral.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]