Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Golpe do empréstimo: homem tem prejuízo de quase R$ 60 mil em Ipatinga

    Vítima recebeu ligação de uma suposta representante bancária

    Por Plox

    01/09/2021 20h21 - Atualizado há 27 dias

    Um homem de 61 anos caiu em um golpe de empréstimo e levou quase R$ 60 mil de prejuízo em Ipatinga, Minas Gerais. O fato ocorreu na última segunda-feira, porém foi registrado na noite dessa terça (31). A ação ocorreu via ligação telefônica e aplicativo de mensagens.

    Segundo o boletim de ocorrência, uma pessoa ligou para a vítima e se apresentou como Natália, representante de um banco, e ofereceu uma renegociação do empréstimo que o homem possui pelo INSS, com o intuito de reduzir as parcelas.

    Nesse mesmo dia, foi feito contato via WhatsApp, onde foi solicitado o envio de alguns dados como: foto de identidade, CPF, comprovante de residência e página do extrato do empréstimo ativo no INSS. Ainda segundo as informações, a conta do homem estava bloqueada para novo empréstimo e pelo aplicativo de mensagens lhe pediram para fazer o desbloqueio, o qual foi realizado pela própria vítima no site do órgão público. 

    A proposta seria a redução da parcela de R$ 27,97 para R$ 23,77, disponibilizando também a devolução de R$ 800 referente aos juros retroativos, o que não ocorreu. Ao verificar sua conta bancária, a vítima visualizou a quantia de R$ 7.727,98, referente a um empréstimo solicitado ao INSS a ser pago em 84 parcelas de R$200, que foi feito sem sua autorização. 

    Ao verificar o aplicativo do INSS, ainda constava outro empréstimo no valor de R$ 59.868,68 a serem pagos em 84 parcelas de R$1.550, contudo esse valor não foi depositado em sua conta bancária, novamente sem sua autorização. 

    O homem procurou o INSS relatando que não havia pedido nenhum empréstimo, sendo orientado pela atendente a fazer uma denuncia no site www.consumidor.gov.br ou procurar o Procon ou Defensoria Pública. Segundo a PM, além de fazer o registro da ocorrência, a vítima foi orientada a procurar a Delegacia de Polícia Civil para dar prosseguimento, uma vez que possui em seu aparelho celular toda a transação realizada.

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]