Brasil

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Cacique ligado a atos antidemocráticos causa tensão em CPI

    Relator e membros da comissão expressam frustração e irritação com o líder indígena Sererê Xavante

    Por Plox

    01/09/2023 08h30 - Atualizado há 6 meses

    O depoimento do cacique Sererê Xavante à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Atos Antidemocráticos da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) gerou momentos de alta tensão na última quinta-feira (31/08). O líder indígena causou irritação ao relator, Deputado Hermeto (MDB), ao fornecer declarações inverídicas.

    (Reprodução/Reprodução) 

    Contradições e Apoio Financeiro

    Durante o interrogatório, foi exibido um vídeo em que Didi Pimenta, fazendeiro com propriedade em Campinápolis (MT), fazia um apelo para apoios financeiros em favor de Xavante. O depoente negou conhecer o fazendeiro, gerando frustração e críticas por parte do relator. "O senhor quer falar a verdade, mas está subestimando minha inteligência", enfatizou o Deputado Hermeto.

    Posicionamento Político e Atos de Vandalismo

    A postura de Sererê Xavante também levantou questionamentos sobre sua posição política. O cacique é considerado um dos principais instigadores de atos de vandalismo ocorridos no Distrito Federal em 2022. No decorrer da sessão, o deputado Hermeto também apontou para o paradoxo de um líder indígena apoiar o ex-presidente Jair Bolsonaro, conhecido por sua política controversa em relação aos povos indígenas.

    Outros Depoimentos

    Além de Sererê, Armando Valentin Settin Lopes de Andrade, apontado como um dos planejadores de atos que visavam semear o pânico em locais estratégicos de Brasília, também prestou depoimento à comissão.

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2024[email protected]