Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Vídeo mostra pessoas pegando dinheiro na rua após assalto em Criciúma; 4 foram presas

    Segundo a PM, uma quadrilha fortemente armada fez moradores como reféns, utilizando-os como barreira para que a polícia não se aproximasse

    Por Plox

    01/12/2020 12h45 - Atualizado há 10 meses

    Uma quadrilha de bandidos isolou a região central de Criciúma-SC para assaltar um banco na madrugada desta terça-feira (1). Após o crime, notas de dinheiro ficaram espalhadas em ruas próximas do local do crime e um vídeo flagrou várias pessoas pegando as notas.

    Segundo informações da Polícia Militar (PM), o grupo estava fortemente armado e fez moradores como reféns, utilizando-os como barreira para que a polícia não se aproximasse. Eles provocaram incêndios e fugiram em um comboio de carros de luxo. Duas pessoas ficaram feridas: um policial militar e um vigilante.

    Veja o vídeo das pessoas pegando o dinheiro que ficou caído na rua:


    Conforme relatado pela Polícia Militar (PM), quatro homens foram detidos pelos policiais furtando as cédulas abandonadas pelos criminosos. Em um apartamento onde eles estavam foi encontrado, segundo a Polícia Civil, cerca de R$ 810 mil, dentro de duas malas. Além disso, a polícia encontrou espalhado pelas ruas cerca de R$ 300 mil. Os policiais firmaram que quando chegaram no local, várias pessoas estavam tentando carregar o dinheiro que estava caído. As autoridades afirmaram que os bandidos não conseguiram levar todo o dinheiro e parte ficou caído nas ruas próximas do crime.

    De acordo com as primeiras informações, aproximadamente 30 pessoas encapuzadas participaram da operação criminosa. Em vários pontos da cidade pessoas foram utilizadas como barreira

    Os bandidos colocaram fogo em um túnel que dá acesso a Criciúma e fugiram com o dinheiro. Até o momento não foi possível calcular a quantia roubada.

    O prefeito de Criciúma Clésio Salvaro (PSDB) disse que os reféns foram liberados sem ferimentos. "A cidade neste momento tá sitiada. São criminosos aí muito bem preparados. Certamente vieram de outros estados da federação. Recomenda-se que você fique em casa", afirmou.

    Segundo o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, do 9ª Batalhão da Polícia Militar (9º BPM), outros agentes da polícia foram acionados para se deslocarem a Criciúma. "Uma quadrilha do crime organizado, que é especializada em assalto a banco. A gente chama de modalidade 'novo cangaço'. Eles fazem assaltos simultâneos, atacam quarteis, como atacaram no batalhão também", disse o tenente-coronel.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]