Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Em votação polêmica, Davi Alcolumbre é eleito presidente do Senado

    Renan Calheiros renunciou candidatura ao Senado em plena votação

    Por Plox

    02/02/2019 20h17 - Atualizado há mais de 3 anos

    Terminou a votação para a escolha da nova mesa diretora do Senado Federal. A votação, que se iniciou nesta sexta-feira (1) e entrou noite afora, quando foi suspensa.  O senador  Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi o escolhido. 
     
    Durante a madrugada foi divulgada a informação de que o ministro Dias Toffoli, do STF, atendendo aos pedidos dos partidos  Solidariedade e MDB, determinou que a eleição deveria ser feita por meio de votação secreta.
      
     
    Neste sábado, os senadores voltaram a se reunir e, novamente, várias polêmicas e discussões calorosas tomaram conta da Casa.
    Encerrada a votação, foi detectada, na contagem de votos, uma cédula a mais na urna. Sob protestos de que “houve fraude na votação em frente ao povo brasileiro”,  reiniciaram a votação. 
     
    Renan Calheiros renuncia candidatura ao Senado em plena votação
     
     
    Após serem colhidos os votos de alguns senadores nesta segunda votação do dia, dentre os quais alguns, que ao votar, mostravam seus votos para as câmeras de TV. Essa atitude fez com que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) assumisse a palavra, quando ele fez críticas dizendo que não concordava que alguns que estavam votando mostrassem seus votos. Renan então anunciou a retirada de sua candidatura à presidência do Senado. “Se eles podem tudo, sou eu que vou ser contra a Constituição? Não sou candidato, para defender a democracia e o interesse do Brasil”, disse.

    renan
     
    O senador Renan Calheiros (MDB-AL), citou nominalmente  o senador Flávio Bolsonaro (PSL), que também abriu seu voto. Em seguida, ele renunciou à sua candidatura.

    Uma forte discussão se instaurou entre os participantes para decidir se era válida a retirada da candidatura, já que alguns já tinham votado.

    Após um atrito e posições contrárias se deveria prosseguir ou recomeçar a votação, o presidente da sessão determinou que a votação prosseguisse.
     
    Com a retirada de Renan Calheiros da disputa, restaram então cinco concorrentes à Presidência do Senado:  ngelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Espiridião Amin (PP-SC), Fernando Collor (Pros-AL), e Reguffe (sem partido-DF).
     
     
     
     Isso provocou o cancelamento da eleição - e todos os papéis foram triturados, antes de qualquer apuração.
    Senadores se reúnem para eleger o novo presidente da Casa e os integrantes da Mesa Diretora.
     
    Decisão foi adiada depois de muito tumulto e bate-boca entre os senadores na sexta-feira (1º).
    Disputam o cargo:  ngelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Fernando Collor (Pros-AL), Esperidião Amin (PP-SC) e Reguffe (sem partido-DF). Alvaro Dias (Podemos-PR), Major Olímpio (PSL-SP) e Renan Calheiros (MDB-AL) retiraram-se da disputa.
    Na contagem de votos, foi detectada uma cédula a mais na urna. Isso provocou o cancelamento da eleição - e todos os papéis foram triturados, antes de qualquer apuração.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]