Brasil

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Morre o ex-vereador de Ipatinga, Hamilton Frade Leite

    Mais conhecido por Pio, seu nome político só foi incorporado ao registro de nascimento em 1981

    Por Plox

    02/02/2024 16h41 - Atualizado há 27 dias

    Morreu, na manhã desta sexta-feira (02) o ex-vereador de Ipatinga, Hamilton Frade Leite, mais conhecido como Pio. Ele foi parlamentar de 1965 a 1967, pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), eleito para a 1ª legislatura do município. Além de vereador, ele ainda trabalhou na Câmara de Ipatinga como assessor parlamentar e jurídico por mais duas vezes, entre os anos de 2001 a 2006. Pio deixa quatro filhas, Débora, Denise, Daisy e Daniele. O velório será a partir das 19h desta sexta-feira (02), na Avenida Londrina, 455, Bairro Veneza em Ipatinga. O enterro será neste sábado (03), às 11h, no Cemitério Senhora da Paz.
     

    Foto: Redes sociais

     

    Trajetória na política

    Quando vereador, Hamilton participou da eleição da 1ª Mesa Diretora da Câmara, sendo eleito ao cargo de 1° secretário. “Esta eleição ocorreu logo após o ato de instalação da Câmara Municipal em 3 de dezembro de 1965, no antigo Cine Ipanema”, cita o Livro Ipatinga, Cidade em Pauta, uma publicação da própria Câmara Municipal de Ipatinga. 


    Natural de Ponte Nova, Pio era casado com Maria José da Silva Leite e graduado em direito pela Faculdade de Direito do Vale do Rio Doce, em 1985. Pio foi presidente do Ideal Esporte Clube, diretor do Parque das Cachoeiras, da Liga de Esportes de Ipatinga, do Ipaminas Esporte Clube, e colunista do Diário do Aço. 

     

    Perfil espirituoso é lembrado por amigos
    O presidente da Câmara, vereador Ley do Trânsito, expressou pesar pelo falecimento de Pio. “Uma perda lamentável. Ele foi meu advogado, amigo, era um homem agradabilíssimo, espirituoso e que fará muita falta. Seu nome figurará eternamente no município como um dos primeiros legisladores”, comentou o presidente.  
    Pio era irmão do também ex-vereador Benigno Frade Leite Filho. Era muito estimado pelos colegas servidores da Casa Legislativa, sendo lembrado por histórias engraçadas e pelo senso de humor singular. “As histórias sobre ele são as mais engraçadas que se possa imaginar. Um dos fatos que vale a pena ser citado é que, quando concorreu ao cargo de vereador, pela segunda vez, ele deixou uma caixa de pintos na Avenida 28 de Abril, aqui no Centro para piar, e para fazer referência a seu nome”, conta o servidor Max Mauro. 
    Apesar se não ter sobrenome Pio, o nome foi incorporado em 1981, ao seu nome batismal, em virtude de sentença judicial.  
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2024[email protected]