Brasil

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Pedreiro é morto por engano em conflito de facções no Rio de Janeiro

    Vítima, confundida com miliciano, foi esquartejada um dia antes de seu casamento na Gardênia Azul

    Por Plox

    02/02/2024 09h46 - Atualizado há 28 dias

    Na noite de terça-feira (30), um terrível erro cometido por traficantes na Gardênia Azul, Zona Oeste do Rio de Janeiro, resultou na morte brutal de David Martins do Carmo, pedreiro de 35 anos, que estava prestes a se casar. David foi abordado por criminosos enquanto voltava de uma atividade voluntária na igreja evangélica local, sendo injustamente suspeitado de ter ligações com milicianos da área. Este engano levou ao seu esquartejamento, em um caso que agora está sob investigação pela Delegacia de Homicídios da Capital.

    Foto: Arquivo Pessoal

    Tragédia na Véspera do Casamento

    David, conhecido por sua dedicação à igreja e à comunidade, planejava oficializar seu casamento de dez anos no dia seguinte ao incidente. O confronto não percebido por ele entre traficantes e milicianos culminou em sua morte, quando foi obrigado a mostrar o conteúdo de seu celular aos agressores, que suspeitavam de sua participação em grupos de milícia.

    Comunidade e Família em Luto

    Ana do Carmo, mãe de David, expressou seu choque e desejo por justiça diante da brutalidade do crime. O pastor Ruan Dias, líder da Igreja Internacional Renovo de Deus, onde David atuava, destacou o caráter trabalhador e dedicado da vítima. O sepultamento ocorreu na quinta-feira, no cemitério do Pechincha, em Jacarepaguá, marcado pela dor e incredulidade da comunidade local.

    Este caso ilustra a violenta realidade enfrentada por moradores de áreas conflituosas do Rio, onde a distinção entre inocentes e criminosos se torna turva em meio a disputas entre facções. A perda de David Martins do Carmo deixa uma comunidade em luto e clama por segurança e paz na região.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2024[email protected]