Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Prefeitos do Vale do Aço discutem integração do transporte coletivo entre as cidades

    Reunidos em Ipatinga, prefeitos apontam soluções para problemas comuns nas quatro cidades-polo do Vale do Aço.

    Por Plox

    02/03/2021 13h01 - Atualizado há 8 meses

    Mais uma vez os prefeitos das quatro maiores cidades do Vale do Aço, que formam o G4 da Região Metropolitana, se reuniram nessa segunda-feira (1), objetivando a discussão de assuntos de relevância comuns às cidades e a articulação de ações em prol do desenvolvimento. Neste segundo encontro, os gestores foram recepcionados, em seu gabinete, pelo prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes, ao lado do vice-prefeito Alexsandro Espírito Santo e do secretário de Governo do município, Roberto Soares.

    Na reunião estiveram presentes, além dos prefeitos Bruno Morato (Santana do Paraíso), Marcos Vinícius (Coronel Fabriciano) e Douglas Willkys (Timóteo), o diretor-geral da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (ARMVA), João Luiz Teixeira Andrade, que enriqueceu o debate sobre a integração do transporte coletivo no Vale do Aço.

    Foto: Divulgação PMI


    Na avaliação de Gustavo Nunes, chefe do Executivo em Ipatinga, os usuários do transporte coletivo pagam um valor muito alto pelos serviços prestados pelas concessionárias de ônibus nos municípios. O prefeito enfatiza a necessidade de realização de um estudo de viabilidade do transporte regional, para que os corredores de integração das quatro cidades sejam planejados da melhor forma para atendimento aos usuários. “O transporte público é um problema de toda nossa região que se arrasta há anos. E essa iniciativa de nos reunirmos, para juntos tentar resolver a integração do transporte coletivo, já está surtindo resultados positivos. Vejo que estamos evoluindo, avançando para soluções concretas”, afirmou Gustavo.

    ENCAMINHAMENTOS
    Na próxima segunda-feira (8), haverá uma nova reunião dos gestores do G4, desta vez na sede da Agência Metropolitana do Vale do Aço, em Ipatinga, e com a participação de representantes das empresas de transporte coletivo que operam no Vale do Aço.

    Um dos argumentos para viabilizar com mais agilidade a integração do transporte seria a adoção de um cartão eletrônico que teria tempo estipulado para que o usuário pudesse descer de um coletivo e embarcar em outro, sem a necessidade de pagar uma nova passagem. Com a operacionalização dessa medida, a construção de um terminal físico seria desnecessária, sem onerar os municípios com investimentos em obras.

    Foto: Divulgação PMI

     

    Dentro da mesma temática, outro importante assunto, levantando pelo secretário de Governo de Ipatinga, Roberto Soares, é a retomada e atualização do projeto de viabilidade de um novo terminal rodoviário local. O projeto foi apresentado à população de Ipatinga em 2010. No entanto, nunca saiu do papel. “Com a execução do projeto, podemos inclusive usar o espaço como terminal de integração, tomando como referência modelos de sucesso já implementados em diversos municípios do Brasil”, destacou.

    O secretário colocou ainda em pauta a discussão sobre a implantação de mais um horário para circulação do trem de passageiros da Vale.

    AMPLIAÇÃO DE LEITOS DE UTI
    A insuficiência de leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) não é uma característica exclusiva das cidades do Vale do Aço, mas de todo o Brasil.

    Fundamentado nessa realidade, o prefeito Gustavo Nunes levantou a necessidade de ampliação desses leitos na região. O tema foi julgado pertinente por todos os integrantes do Grupo, sendo imediatamente agendada uma reunião para tratar do assunto com o superintendente Regional de Saúde, Ernany Duque, nesta terça-feira (2), na sede da SRS, em Coronel Fabriciano.

    NOVO ENCONTRO
    Outra reunião do G4 ficou agendada para 5 de abril, em Santana do Paraíso, tendo como anfitrião o prefeito Bruno Morato.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]