Lei autoriza professores a trabalharem portando arma de fogo

02/05/2019 17:42

Senador estadual republicano defende que o massacre de Parkland em 2018 poderia ter sido evitado se os professores estivessem armados

Publicidade

Professores da Flórida devem ser autorizados em breve a trabalharem portando arma de fogo. Apesar de nos Estados Unidos o porte ser legalizado para uso da sociedade civil com os devidos critérios, no estado da Flórida o tema ainda estava em discussão. Mas, nessa terça-feira, 1º de maio, o Congresso aprovou o projeto de lei voltado à proteção de professores e alunos.

Porte de arma- Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

O texto teve a aprovação da Câmara dos Representantes nesta terça, mas para começar a vigorar, o governador Ron DeSantis precisa o sancionar. Para se valerem da lei, entretanto, os professores devem passar por treinamento contabilizando mais de 100 horas, além de terem que passar por rigoroso teste psicológico.

O tema foi proposto depois do ataque a uma escola de Parkland, no começo de 2018, quando um ex-aluno invadiu o local e matou 17 pessoas, sendo 14 estudantes e três educadores, além de deixar vários feridos. O atirador estava armado com um rifle AR-15, que é um fuzil semiautomático.

Manny Díaz, senador estadual republicano, defende que o massacre poderia ter sido evitado se os professores estivessem com uma arma. O parlamentar propôs que em todas as escolas do estado tenham policiais armados.

Atualizada às 19h14

 



Publicidade