Brasil

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Indenização de R$ 2 mil: mulher atacada por rato em motel de luxo em Belo Horizonte

    Caso aconteceu no dia 14 de janeiro de 2022 no motel, um dos mais luxuosos de BH, localizado no bairro Engenho Nogueira, na região Noroeste de Belo Horizonte

    Por Plox

    02/08/2023 13h44 - Atualizado há 7 meses

    Em um dos motéis mais luxuosos e tradicionais de Belo Horizonte, o Le Monde, localizado no bairro Engenho Nogueira, ocorreu um incidente insólito no dia 14 de janeiro de 2022. Uma hóspede foi mordida por um rato enquanto dormia na suíte, e o caso culminou em uma indenização de R$ 2 mil por danos morais, conforme determinado pela juíza Beatriz Junqueira, do Juizado Especial Cível da capital mineira.

     

     Foto: TJMG/DIVULGAÇÃO

    O Tribunal de Justiça de Minas Gerais detalhou que a vítima e seu parceiro entraram no estabelecimento para comemorar um aniversário de namoro por volta das 23h. À 1h da manhã do domingo, durante o sono, a mulher despertou devido a uma dor no pé. Acenderam as luzes e depararam-se com a presença de um rato que tinha acabado de atacá-la.

    Mesmo sangrando, a mulher conseguiu registrar uma foto do roedor. A imagem foi utilizada como prova no processo de indenização. Após o ocorrido, a vítima buscou assistência médica imediatamente, preocupada com a possibilidade de contaminação.

    A hóspede argumentou no processo que o incidente demonstrou uma falha no motel, pois não foi garantida a "segurança biológica" aos clientes, com insuficiente controle de pragas e inadequada vedação dos quartos para evitar a entrada de animais. A situação causou-lhe angústia, dado o risco de transmissão de doenças como leptospirose, peste bubônica, tifo e hantavírus.

    No tribunal, o motel Le Monde defendeu-se argumentando que não havia comprovação de que o casal estivera hospedado no estabelecimento na noite do ocorrido. No entanto, a juíza Beatriz Junqueira avaliou como prova válida as conversas de WhatsApp entre a vítima e a administração do motel, que eximiu o casal do pagamento da estadia devido ao incidente.

    De acordo com a decisão da juíza, foi "comprovada a falha na prestação dos serviços da empresa, certo é o seu dever de indenizar". Ela também mencionou que em estabelecimentos como motéis, comumente não se efetua reserva prévia nem se emite nota fiscal.

    Até a publicação desta matéria, o motel Le Monde não havia se manifestado. O incidente gerou uma grande repercussão e suscita reflexões acerca dos padrões de segurança e higiene em estabelecimentos do gênero.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2024[email protected]