Casal de artistas Cristina e Kemerson expõe obras na Fundação Aperam Acesita

A mostra, que vai até o dia 30 de setembro, traz uma diversidade de linguagens artísticas e coloca em evidência artistas regionais do Vale do Aço.

Por Matheus

02/09/2023 13h53 - Atualizado há 9 meses

Está em andamento a exposição coletiva "Olhares Diversos" no Centro Cultural da Fundação Aperam Acesita, localizado em Timóteo, Vale do Aço. A exposição, que fica aberta ao público até o dia 30 de setembro, destaca uma variedade de linguagens artísticas, incluindo pinturas, ilustrações, esculturas, grafite, bordados e origamis. Os visitantes podem conferir as obras de segunda a sexta, das 8h às 17h30.

 

A mostra "Olhares Diversos" oferece uma rica visão da diversidade artística presente no Vale do Aço, servindo como uma janela para a multiplicidade de talentos e estilos da região.

Entre os artistas participantes, está o casal Cristina de Paulo Bragança e Kemerson Kanuth. Cris, já havia participado da exposição "Essas Mulheres" em março deste ano, trouxe suas pinturas realistas para a mostra atual. 

Cris Bragança. Foto: Matheus Valadares/Plox.

 

“Eu trabalho com o realismo, a lápis, grafite ou carvão e particularmente gosto muito e faço os trabalhos sobre encomenda. As vezes é o pai ou mãe que quer o rostinho do filho ou do pet. E fiz esses especialmente para essa exposição”, revelou.

Entre as obras em preto e branco, tenacidade por Cris, está o rosto sorridente da jornalista Glória Maria, que faleceu em 2023. Além disso, ela traz o desenho de um gato.

As duas obras do lado esquerdo são de Kemerson, e as outras duas foram produzidas por Cris. Foto: Reprodução/Plox.

 

Desta vez, a artista incentivou o marido a também participar da exposição. “Isso é bacana, a gente pode voltar e trazer pessoas novas também”. Kemerson Kanuth, por sua vez, é conhecido por seus desenhos realísticos em um suporte diferente: a pele humana. No entanto, voltou a se aproximar das pinturas em telas por causa de sua companheira.

“Voltei a pinta agora por causa minha esposa que desenha”, disse o tatuador, que aprovou a experiência de participar de uma mostra pela primeira vez. O artista, que atua como tatuador há três décadas, encontra inspiração em seu ofício para criar suas pinturas.

“Estou tentando inserir os desenhos de tatuagem nas minhas obras de pintura”, contou Kemerson entre sorrisos.

Kemerson reaproximou das pinturas por causa da esposa. Foto: Plox/Reprodução.

 

Variedade de estilos

Além de trabalhos em preto e branco, Cris Bragança também faz uso de cores e formas geométricas em suas obras, ampliando o leque de estilos presentes na exposição.

A mandala também faz parte das obras expostas no “Olhares Diversos”. Foto: Plox/Reprodução.

 

“As mandalas é outro trabalho que desenvolvo em paralelo. Gosto demais, até porque eu trabalho com cores. E ali é pura geometria, a qual eu tenho bastante afinidade”.


 

Destaques