Detido pela Polícia Civil suspeito de executar homem com oito tiros na cabeça

A motivação do crime estaria ligada a rivalidades entre gangues da região

Por Plox

02/09/2023 13h50 - Atualizado há 9 meses

Um jovem de 26 anos foi detido na manhã de ontem, 1 de setembro, como suspeito do assassinato de Agenor Fernando Gonçalves. O homicídio ocorreu em 14 de julho, no Morro das Pedras, localizado na zona Oeste de Belo Horizonte.

 

 

(foto: Polícia Civil/Divulgação)

Segundo informações da Polícia Civil, Gonçalves e um amigo visitaram a casa do suspeito, que era conhecida na região como um ponto de venda de drogas. Lá, após uma revista que constatou que ambos estavam desarmados, o acusado atirou contra as vítimas. Gonçalves foi alvejado por nove tiros, oito deles na cabeça, enquanto seu amigo conseguiu escapar.

"Os levantamentos indicam que a execução foi um reflexo da guerra do tráfico. As vítimas eram de um grupo oposto ao do investigado", declarou o delegado Matheus Moraes Marques em coletiva no mesmo dia.

 

Passado criminoso do suspeito

Interessante notar que o suposto assassino, membro da Gangue do Cascalho, acabara de receber permissão para prisão domiciliar. Ele já tinha sido condenado anteriormente por homicídio, resultante de uma disputa com um traficante rival em fevereiro do mesmo ano.

 

 

(foto: Pedro Fara/E.M./ D.A. Press)

Desdobramentos da operação

Durante a operação de prisão, o irmão do suspeito também foi detido em flagrante. Autoridades encontraram na residência drogas e itens relacionados à pesagem e embalagem de substâncias ilícitas.

 


 

Destaques