Homem em Uberlândia recebe bananinha doce em vez de drone de R$ 6 mil

Gláucio Soares Silva tinha investido R$ 3 mil para receber o aparelho e pretendia usá-lo para gerar renda extra

Por Plox

02/09/2023 10h33 - Atualizado há 9 meses

Um caso bizarro ocorreu com um morador de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, que teve uma surpresa desagradável após uma compra online. Gláucio Soares Silva, que tinha o objetivo de usar um drone para trabalhar e gerar uma renda extra, recebeu uma entrega que continha apenas um pote de "bananinha" doce, sacolas e papelões, em vez do aparelho avaliado em R$ 6 mil.

REPRODUÇÃO

Detalhes do caso

Gláucio havia contado ao portal G1 que pegou um empréstimo bancário para comprar o drone. De acordo com ele, R$ 3 mil foram pagos antecipadamente para que o envio fosse realizado. O acordo era de que os R$ 2 mil restantes seriam transferidos após a entrega do produto.

O drone seria entregue a Paulo de Oliveira, profissional que oferece cursos sobre o uso de drones e que já tinha uma relação comercial com Gláucio. Foi Paulo quem registrou o momento da abertura da caixa, para posteriormente enviar o vídeo a Gláucio.

Próximos passos

Após a inusitada ocorrência, Gláucio declarou que vai registrar um boletim de ocorrência para tentar encontrar uma solução para o problema e lidar com o prejuízo sofrido. Descrevendo-se como "sem chão", ele agora busca meios de resolver a situação.

 

Destaques