Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    MG tem 42 das 45 barragens de mineração interditadas pela ANM

    De acordo com a ANM, a declaração de estabilidade da barragem deve ser entregue obrigatoriamente duas vezes ao ano

    Por Plox

    02/10/2020 11h35 - Atualizado há cerca de 1 ano

    Nessa quinta-feira (1), a Agência Nacional de Mineração (ANM), órgão que fiscaliza o setor no país, divulgou a lista das barragens que não tiveram sua declaração de estabilidade atestada e que, por isso, estão interditadas. Em todo o país, são 45 barragens interditadas, destas, 42 estão localizadas no estado de Minas Gerais. As outras três estão localizadas no Amapá, Pará e Rio Grande do Sul.

    De acordo com a ANM, a declaração de estabilidade da barragem deve ser entregue obrigatoriamente duas vezes ao ano: a primeira em março e a segunda em setembro. O documento é emitido por uma auditoria terceirizada que deve ser contratada pelas mineradoras. Caso ele não seja entregue ou a avaliação conclua que a estrutura não tem estabilidade, a ANM determina a paralisação das operações.

    Segundo o órgão, a nova lista reúne as barragens que não foram aprovadas nas análises que deveriam ser apresentadas em setembro. Das 45 estruturas listadas, 36 já estavam paralisadas porque não haviam tido a estabilidade atestada em março.

    Conforme a lista divulgada pela ANM, a mineradora com o maior número de estruturas interditadas é a Vale, com 31, sendo todas elas no estado de Minas Gerais.

    Níveis de emergência

    Segundo a ANM, uma vez que a estabilidade não é atestada, automaticamente a barragem é colocada no nível 1 de emergência.

    Já nos casos em que a gravidade da estrutura atinge nível de emergência 2 ou 3, é obrigatória a evacuação de todo o perímetro que seria alagado em caso de um rompimento. De acordo com o órgão, atualmente, a Vale tem quatro barragens em nível 3, que significa risco iminente de ruptura. Muitos moradores permanecem fora de suas casas.  

    Para ver a lista completa das barragens, clique aqui.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]