Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Procurador de Justiça é suspeito de atirar em mulher em Minas Gerais

    O homem teria perseguido a vítima até a casa onde vive

    Por Plox

    02/10/2020 19h39 - Atualizado há mais de 1 ano

    Foi detido na noite dessa quinta-feira (1), um Procurador de Justiça suspeito de ter atirado em uma mulher, de 53 anos, depois de uma briga no trânsito, no bairro Santo Antônio, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A mulher não foi atingida e passa bem.

    De acordo com as informações do Boletim de Ocorrência (B.O.), o procurador, identificado como Bertoldo Mateus de Oliveira Filho, de 59 anos, tentou resistir à prisão, xingou os militares, apresentava sinais de embriaguez e também estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida.

    A vítima, identificada como Simone Santos Vaz, declarou no B.O. que estava em seu carro, com sua companheira, parada no semáforo atrás do carro de Bertoldo Mateus. Quando o sinal abriu, ele demorou a arrancar. Ela buzinou, deu ré e chamou a atenção dele.

    ProcuradorFoto: reprodução TV

     

    De acordo com Simone Santos, ele começou a persegui-la, bateu propositalmente eu seu carro e passou a chamá-la de “sapatona” e “puta”. Ela afirma que ele tentou agredi-la mas conseguiu desviar. Foi depois disso que ele pegou uma arma no porta-luvas do carro e foi atrás dela.

    Ainda segundo consta no B.O., a versão do procurador diz que a mulher xingou ele de “idoso” e “filho da puta”, depois disso ele teria seguido a mulher para saber o motivo dos xingamentos. Bertoldo ainda alega que não atirou voluntariamente e disse que recebeu um tiro no para-brisa do carro.

    Segundo o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), foi determinado a abertura imediata do Procedimento de Investigação Criminal para apuração dos acontecimentos. Ele pagou fiança, de valor não informado pelo MPMG, e já "está em sua residência".

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]