Complicações após aplicação de Botox paralisam olho de empresária

Denize Alves, empresária de Vila Velha, enfrenta paralisia temporária na pálpebra e perda parcial da visão devido a procedimento estético mal sucedido

Por Plox

02/12/2023 21h20 - Atualizado há 8 meses

A empresária Denize Alves, de 39 anos, residente na Praia de Itaparica, Vila Velha, experimentou uma complicação significativa após uma aplicação de Botox. O procedimento estético resultou na perda temporária do movimento da pálpebra do olho direito, cobrindo totalmente o olho e comprometendo parcialmente sua visão. Denize, que realizou o procedimento em 16 de novembro com uma esteticista, ao invés de sua dentista habitual, começou a perceber um inchaço exagerado no rosto dias após a aplicação. Inicialmente pensando ser uma alergia, buscou atendimento médico e foi informada que a aplicação poderia ter sido feita incorretamente.

Impacto no Cotidiano A paralisia ocular tem afetado drasticamente a rotina da empresária, que possui três lojas na Grande Vitória. Ela relatou um acidente de carro devido à dificuldade de enxergar e um aniversário constrangedor, onde se sentiu desolada pela sua condição. Para tentar reverter os efeitos do Botox, Denize adotou uma rotina de exercícios físicos, uso de medicamentos e massagens no local afetado. Ela tem buscado tratar a situação com leveza e humor em suas redes sociais, onde se autodenomina "a pirata".

Destaques