Condenado em MG homem que matou filha de 5 anos e incendiou corpo

Sentença de 33 anos para pai após crime brutal em Monte Santo de Minas

Por Plox

02/12/2023 10h02 - Atualizado há 8 meses

Em um caso que abalou a comunidade de Monte Santo de Minas, no Sul de Minas Gerais, um homem de 33 anos foi condenado a uma pena de 33 anos de prisão em regime inicialmente fechado. O julgamento, realizado em 23 de novembro, mas só divulgado nesta sexta-feira (1º/12) pelo Ministério Público mineiro (MPMG), condenou o indivíduo por um crime hediondo: o assassinato de sua própria filha, de apenas 5 anos, ocorrido em 12 de janeiro deste ano.

 

Barbárie em Monte Santo de Minas

O crime, caracterizado pela brutalidade, ocorreu em uma área isolada do município. Após assassinar a menina, o pai cometeu atos de extrema crueldade ao atear fogo no corpo da criança, tentando ocultar o homicídio. Este ato de vilipêndio e ocultação de cadáver agregou gravidade à situação já horrenda.

 

Julgamento e Sentença

Durante o julgamento, o conselho de sentença considerou o assassinato triplamente qualificado, indicando motivo fútil, emprego de tortura e crueldade extrema. A sentença reflete a gravidade dos atos cometidos pelo condenado. Contudo, detalhes adicionais sobre a motivação e a dinâmica do crime não foram esclarecidos pelo MPMG, e o número do processo permanece não divulgado, impossibilitando a obtenção de mais informações junto ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Este caso se destaca não apenas pela severidade da pena imposta, mas também pelo impacto causado na comunidade local, reacendendo discussões sobre segurança infantil e violência doméstica.

 

Destaques