Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Juiz pede a estuprador que se case com vítima para não ser preso e perder emprego

    O acontecido gerou protestos por parte de defensores dos direitos humanos no país

    Por Plox

    03/03/2021 21h27 - Atualizado há 8 meses

    Nesta quarta-feira (3), um fato chamou a atenção das pessoas e fez com que mais de 5.000 pedissem a demissão do presidente do Supremo Tribunal indiano por oferecer a um estuprador a proposta de casamento com a vítima, menor de idade, para que ele não fosse preso pelo ato.

    A sessão aconteceu nessa segunda-feira (1), nela o Juiz Sharad Arvind Bobde, fez a proposta ao homem que é funcionário do Governo. “Se você quiser se casar com ela, podemos te ajudar. Se não, perderá seu emprego e irá para a prisão", afirmou.

    Segundo a defensora dos direitos da mulher, Vani Subramanian, os defensores dos direitos humanos do país não gostaram da atitude do juiz e enviaram uma carta aberta, já assinada por mais de 5 mil pessoas pedindo a demissão do magistrado.

    Na carta eles dizem que o juiz quer condená-la a vida de estupros. “ Ao sugerir que este estuprador se case com a vítima, você, o juiz mais importante da Índia, quis condená-la a uma vida de estupros, entregando-a ao carrasco que fez com que ela tentasse acabar com a própria vida”, diz a carta.

     

    Foto: Divulgação

     

    Na mesma carta também é citada uma outra audiência, onde o juiz teria duvidado da existência de um estupro dentro do casamento. Na índia existe tratamento para vítimas de estupro, e a justiça não hesita em incentivar as mulheres a se casar com os agressores.

    "O marido pode ser um homem brutal talvez, mas podemos classificar como estupro as relações sexuais entre um homem e uma mulher legalmente casados?", perguntou o juiz.

    "Este comentário não só autoriza qualquer forma de violência sexual, física e psicológica por parte do marido, como também normaliza a tortura que mulheres indianas sofrem há anos dentro do casamento sem nenhum amparo legal", diz a carta.

    Na Índia o estupro dentro do casamento não é considerado um crime. O juiz ainda não deu retorno sobre os questionamentos da carta. 

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]