Ipatinga

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Empresas de calçados em Nova Serrana são suspeitas de sonegar R$ 10 milhões

    Operação da Receita Estadual, com o apoio da PM, apreendeu documentos em três fábricas em Nova Serrana

    Por Plox

    03/04/2019 17h58 - Atualizado há mais de 2 anos

    Uma operação da Receita Estadual apura um esquema de fraude e sonegação fiscal, onde três empresas de médio porte do setor de calçados foram os alvos. Juntas, elas somam valores em torno de R$ 10 milhões, causando prejuízos ao governo mineiro. A ação policial aconteceu em Nova Serrana, Região Centro-Oeste do Estado, nesta quarta-feira, 3 de abril.

    A operação “Desequilíbrio” visou à inibição da concorrência desleal dessas empresas, já que esses estabelecimentos se privilegiavam devido às fraudes. A ação desta manhã contou com a participação da Polícia Militar, que auxiliou nas buscas. Não há informações de quais são as empresas envolvidas no esquema uma vez que o caso está em processo de investigação.

    A operação foi conduzida por técnicos da Receita e policiais (foto: SEF / MG)
    Foto: SEF / MG

    Prisão

    Conforme o superintendente regional da Fazenda em Divinópolis, Eduardo da Silva Mendonça, caso haja a confirmação de que esses cometeram os atos ilícitos, eles não poderão mais se beneficiar de regimes especiais fiscais do governo estadual. Além disso, com o não pagamento dos valores devidos, os responsáveis pelas empresas poderão ser detidos.

    Ainda de acordo com o superintendente, se for comprovada a sonegação, as empresas terão de pagar até 50% de multa sobre o valor que devem. A informação é do site EM. “Com o material apreendido os auditores continuam trabalhando para apurar as irregularidades, fazer o auto de infração e instruir as ações cabíveis”, disse ao EM o superintendente regional. 

    Nova Serrana possui cerca de 1200 indústrias de calçados em atividade.

    Atualizada às 17h01

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]