Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    "Policial não precisa esperar levar tiro de fuzil para reagir", diz Moro

    Em palestra, ministro destacou sua preocupação com o crime organizado

    Por Plox

    03/04/2019 14h35 - Atualizado há mais de 2 anos

    O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, demonstrou ser favorável ao uso de snipers (atiradores de elite) para abater bandidos que portarem fuzis pelas ruas. A declaração foi feita em uma palestra sobre segurança pública na 12ª Laad Defence & Security. 

    Moro não afirmou com todas as letras que é favor do uso dos snipers, mas também não demonstrou ser contrário à medida. O governador fluminense, Wilson Witzel (PSC), defende o uso de atiradores. Moro declarou que "policial não precisa esperar levar um tiro de fuzil para reagir".

    Moro

    No evento que discutia segurança, uma pistola de demonstração foi furtada- Foto: Mauro Pimentel/AFP

    Crime organizado

    O ministro explicou ainda que é necessário analisar em que situações haveria a necessidade dessa autorização para o disparos à distância, acrescentando que não está "por dentro" das ordens emitidas por Witzel.

    Moro destacou sua preocupação com o crime organizado, afirmando que milícias e traficantes são integrantes de organizações criminosas. "Para mim, Comando Vermelho, PCC e milícias são a mesma coisa. Muda um pouco o perfil do criminoso, mas constituem uma criminalidade grave e que tem de ser combatida”, disse no evento. 

    O ministro disse ainda que que os investimentos em tecnologia voltada para a segurança deve ser prioridade. 

    Pacote anticrime

    Confiante na aprovação do pacote anticrime no Congresso, ele disse acreditar que a proposta pode ser modificada e melhorada. “O projeto anticrime é importante, pois altera questões pontuais da segurança e da Justiça que precisam ser resolvidos. A resolução, por exemplo, por meio de lei, de (ser regra) a execução da pena em segunda instância. Com diálogo, tenho confiança de que em mais ou menos tempo, com eventuais modificações e aprimoramentos o governo vai conseguir aprovar essas medidas”, declarou.

    Segundo ele, determinadas áreas se destacam. Uma delas é a que diz respeito à questão da tecnologia empregada na segurança dos presídios brasileiros, que precisam ser melhoradas, como os raios X, body scam (escaneamento corporal) e inibidores de sinais de celulares.

    Furto no evento

    Ironicamente, no evento que discutia a segurança pública, uma pistola que estava exposta no local foi furtada, enquanto o vice-presidente Hamilton Mourão abria a palestra.

    A arma era uma Baretta 9 mm, que estava presa por um cabo de aço para que os visitantes manipulassem. A pistola era apenas para ser exposta, por isso, não funcionava para atirar. O Exército registrou a ação criminosa, mas não informou se o autor foi identificado.

    Atualizada às 21h58

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]