Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Produtores rurais de Fabriciano participam de capacitações

    Em maio, estão previstos dois novos cursos: Corte, colheita e processamento de palmito pupunha (24 horas/aula) e Produção de Hortaliças (36 horas/aula)

    Por Plox

    03/04/2019 11h03 - Atualizado há mais de 2 anos

    Coronel Fabriciano incentiva e apoia a educação profissional no meio rural, como forma de contribuir para o desenvolvimento da produção sustentável, da competitividade e de avanços sociais no campo. E por isso, tem firmado várias parcerias para ofertar cursos gratuitos na área rural da cidade. Em maio, estão previstos dois novos cursos: Corte, colheita e processamento de palmito pupunha (24 horas/aula) e Produção de Hortaliças (36 horas/aula).

    Todos os cursos são gratuitos e ofertados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), com mobilização da Fundação Aperam e parcerias da Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura, e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater–MG).

    favriEm Fabriciano, foram realizados quatro cursos (Foto: Assessoria da Prefeitura de Fabriciano)

    Nos meses de fevereiro e março, já foram oferecidos outros quatro cursos para produtor rural: Cultivo de Palmito Pupunha/Implantação de Lavoura; Produção de Quitandas; Recuperação de Área Degradadas e Alimentação para Bovinos de Leite – Cana com Ureia, Concentrado e Mistura Mineral, este último, encerrado na semana passada.

    O zootecnista e técnico da Emater em Fabriciano, Manoel de Barros Simões, explica que os cursos se complementam e são voltados para quem já atua na área ofertada. “São cursos com aulas teóricas e práticas, todos com muita qualidade de material e de quem ministra, aplicável a realidade do município, e principalmente, as necessidades e interesses do agricultor fabricianense”, explica Manoel de Barros Simões. “O governo municipal, por meio da Secretaria, trabalha sempre em três pilares: vontade política, assessoria técnica e participação da comunidade”, completa o secretário de Desenvolvimento, Homero Quinete.

    Para participar, os produtores devem procurar a Secretaria de Governança do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura / Emater em Fabriciano e informar o interesse ou encaminhar um email para [email protected]. A iniciativa conta também com o apoio da Associação de Pequenos Produtores Rurais Independentes dos Cocais (Apprico) e da Associação de Agricultores Familiares da Região Metropolitana do Vale do Aço (Agrifarm). 

    FAVRI--1(Foto: Assessoria da Prefeitura de Fabriciano)

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]