Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Governo divulga forma de cadastro para receber os R$ 600, erro em data de 1º caso de Covid-19 e mais

    Por Plox

    04/04/2020 00h29 - Atualizado há mais de 1 ano

    O Governo anunciou que usará um aplicativo para cadastrar as pessoas que têm direito aos R$ 600 do auxílio emergencial e que ainda não estão no cadastro único. A Informação foi passada pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, nesta sexta-feira (3).

    O aplicativo, segundo o ministro, poderá ser baixado já a partir da próxima terça-feira (7). 
    também será possível fazer o cadastro por meio de um site, que ainda está em desenvolvimento, ou por um número de telefone, que será divulgado. 

    Esse foi um do assuntos da entrevista coletiva de hoje, contou ainda com a participação do Ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner de Campos Rosário, do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Pereira, do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Antônio de Oliveira, além do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e do ministro da Casa Civil, Braga Neto. 

    A equipe do Ministério da Saúde, como já é de praxe, também esteve presente na coletiva desta sexta-feira. Além de atualizar o boletim da pandemia, o ministério confirmou o que houve quanta a data do primeiro caso do Brasil.

    De acordo com Renato Strauss, chefe da assessoria de imprensa do Ministério da Saúde, a data de início dos sintomas da paciente divulgada sendo em janeiro, na verdade foi em 25 de março, foi um erro de informação da secretaria do estado para o ministério. A mulher morreu no dia 1º de abril. 

    Também nesta sexta-feira, o Ministério da Saúde divulgou um vídeo explicando alguns processos do aplicativo “TeleSUS”, que identifica sintomas e envia prescrição e atestado para o doente e para os familiares pelo telefone.

    O ministro Mandetta relembrou que a pandemia começou pela classe alta e que agora começa ir pra classe média mas que ainda não entrou nas classes mais baixas do país, dessa forma uma equipe de especialistas está preparando um plano para as comunidades carentes, que segundo ele é um projeto de complexidade.

    O ministro ressaltou o risco do vírus para pessoas acima de 60 anos de idade, mesmo sem nenhuma comorbidade  e ainda pediu aos familiares e amigos de idosos que evitem contato com eles. 

    Ele relatou que nos casos de óbitos de pessoas abaixo de 60 anos, em sua grande maioria foram pessoas com alguma comorbidade, como por exemplo, diabetes ou cardiopatia. 

    João Gabbardo, secretário executivo do ministério, ressaltou que existe a preocupação também em relação aos outros quadros como dengue e influenza e as internações por conta de outros vírus nesta época.

    Pois essas doença estão muito frequentes. Segundo ele, de todas as internações este ano, o coronavírus apresenta apenas 7% dos casos.

    Por fim, Mandetta foi questionado se sua relação com o presidente Jair Bolsonaro estaria estremecida. Mandetta disse que ele é médico há mais de 30 anos, e que nesta trajetória já lidou com familiares de pacientes de todos os jeitos, e que muitas vezes o médico traz uma notícia não muito desejada para o responsável do paciente, e que isso também pode ocorrer mesmo não sendo o desejado. Ele fez uma analogia de que o paciente seja o sistema único de saúde, e o familiar deste paciente seria a presidência da república. 

    Ele disse que já é comum um médico ouvir dos seus pacientes: eu sarei, mas o remédio foi caro, eu sarei mas a injeção doeu. Então ele está preocupado com o paciente. E encerrou dizendo que médico não abandona paciente, e que no que depender dele, ele não abandonará o país. 

    Sobre os problemas enfrentados pelos sistemas de saúde de Nova Iorque, Itália, outros, Mandetta disse que eles lidaram com a pandemia em “marcha acelerada” e tiveram um colapso. O ministro disse que prefere ter um comportamento mais cauteloso.

    “Nós não temos uma fórmula pronta para esta pandemia, porque o mundo não tem, eu acho que todos queremos o mesmo objetivo, o que vejo é muita vontade de acertar”, disse o ministro.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]