Banco Central aprimora controle do Pix com novas ferramentas de segurança

Mais transparência e prevenção a fraudes com atualizações no sistema de transferências instantâneas

Por Plox

03/04/2024 07h09 - Atualizado há 12 dias

Em resposta a recentes preocupações com a segurança, o Banco Central do Brasil (BC) anunciou significativas atualizações para o sistema Pix, visando oferecer aos usuários maior controle e transparência sobre suas transações financeiras instantâneas. As mudanças, que entram em vigor a partir desta terça-feira (2), incluem melhorias na plataforma Registrato, que agora disponibiliza informações detalhadas sobre as chaves Pix, incluindo um histórico completo das chaves ativas, transferidas ou excluídas.


BC também ampliou as informações presentes no relatório simplificadoMarcello Casal Jr | Agência Brasil

Novidades no acesso a informações do Pix

O Registrato, serviço online do BC que detalha a relação dos cidadãos com as instituições financeiras, foi expandido para incluir um relatório detalhado do Pix. Este relatório complementa a versão simplificada já existente, oferecendo agora um panorama completo das chaves Pix do usuário, abrangendo todas as chaves utilizadas anteriormente e as datas e horários de suas exclusões.

Além disso, o relatório simplificado também recebeu melhorias, incluindo detalhes como a hora exata da criação da chave Pix e um indicativo do status atual de cada chave, como ativa, bloqueada judicialmente, em processo de reivindicação ou em portabilidade.

Medidas de segurança reforçadas após vazamento

Estas atualizações chegam logo após o Banco Central confirmar o vazamento de informações de 87 mil chaves Pix, reforçando o compromisso da instituição em fortalecer a segurança e a confiabilidade do sistema de pagamentos instantâneos. O BC também destacou que as novas funcionalidades facilitarão a identificação de possíveis tentativas de fraude, permitindo que os usuários gerenciem melhor suas chaves Pix.

Destaques