VÍDEO: Ratinho enfrenta acusações de racismo após comentários sobre cabelo de bailarina

Polêmica envolve apresentador e dançarina Cíntia Melo em episódio de crítica ao cabelo black power ao vivo

Por Plox

03/04/2024 15h02 - Atualizado há 10 dias

Na última terça-feira, uma onda de indignação tomou conta das redes sociais depois que o apresentador do SBT, conhecido como Ratinho, fez comentários considerados racistas sobre o cabelo black power da bailarina e empresária Cíntia Melo durante a exibição de seu programa. O episódio, que rapidamente se espalhou pela internet, mostra Ratinho questionando se o cabelo da dançarina era uma peruca e chegando a pedir a outra apresentadora do programa, Milene Uehara, que puxasse os cabelos de Cíntia para verificar.

Controvérsia no ar

Cíntia Melo, expressando seu descontentamento nas redes sociais, descreveu sentir-se "triste" com o ocorrido, sem entrar em detalhes devido à atenção voltada para sua filha doente. Os comentários de Ratinho não se limitaram a questionar a autenticidade do cabelo da bailarina; ele também insinuou que ela tinha piolhos, aumentando a gravidade da acusação de racismo.

Reações e condenações

A repercussão negativa foi imediata, com personalidades como a jornalista e ex-deputada federal Manuela D'Ávila condenando as ações de Ratinho como "violentas" e "racistas". Ela destacou a inaceitabilidade do comportamento do apresentador, criticando a utilização da televisão e do humor como veículos para perpetuar racismo e violência.

Usuários da rede social X (anteriormente conhecida como Twitter) e outros espectadores expressaram sua indignação, chamando a atitude do apresentador de "criminosa" e "inadmissível". Afirmaram que o episódio é um exemplo de "racismo recreativo", algo que é considerado crime no Brasil desde janeiro de 2023. A comunidade online clamou por responsabilização e pelo fim da normalização de "brincadeiras" racistas na mídia.

Até o momento, nem Ratinho nem o SBT emitiram declarações sobre a controvérsia. A situação deixa aberta a discussão sobre os limites do humor na televisão e a necessidade urgente de enfrentar o racismo arraigado na sociedade brasileira.

Destaques