Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    "Não pretendo sair do governo", afirma Damares após rumores de que deixaria ministério

    Ela alegou que se manteria no governo até quando sua saúde lhe permita e o presidente necessitar de seu trabalho

    Por Plox

    03/05/2019 14h40 - Atualizado há mais de 2 anos

    Depois que começou a circular a informação de que a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, deixaria o cargo no governo, a ministra veio à público nesta sexta-feira, 3 de maio, e explicou que tudo não passou de um ‘mal entendido por parte da imprensa’.

    A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves - Valter Campanato/Agência Brasil

    Ministra estava em processo de pedido de aposentadoria ao receber convite do governo- Valter Campanato/Agência Brasil

    Damares participou de uma entrevista à uma rádio hoje e desmentiu a matéria de um site que publicou a possibilidade dela sair do cargo devido à ameaças e problemas em sua saúde. Por meio de uma nota, a ministra foi sucinta e bem direta, afastando os rumores: "Informo que não pretendo sair do governo", afirmou no comunicado.

    A chefe da pasta esclareceu que, aos jornalistas, ela alegou que se manteria no governo até o ponto em que sua saúde lhe permitisse e até quando o presidente Jair Bolsonaro necessitar de seu trabalho. Ela acrescentou que já estava em processo de aposentadoria, quando surgiu o convite do presidente de integrar o governo. "Eu estava pautada por um processo de exaustão”, lembrou.

    Ataques

    Ela passou a receber ataques, principalmente dos chamados grupos de esquerda, que defendem posturas para as quais a ministra se opõe. Ela é claramente contra o uso de drogas, incentivo à sexualização de crianças e outras posturas chamadas pelos praticantes de “progresso”, mas tidas por Damares como “atitudes obscenas e promíscuas”. No entanto, a ministra garante que as ameaças não a assustam. "Essas ameaças vêm via Face, via redes sociais. Sempre fui vítima de ameaças. Eu luto contra temas que têm crime organizado envolvido: pedofilia, legalização das drogas, tráfico de mulher".

    Ensino domiciliar

    A ministra também defende o ensino domiciliar no país. Um projeto que regula a educação de crianças e adolescentes em casa é encabeçado por Damares, juntamente do Ministério da Educação, e tramita no Congresso Federal. Embora a prática não seja reconhecida, estimativas indicam que atualmente cerca de cinco mil crianças tenham aulas em casa.

    Atualizada às 12h59

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]