Governo adia aplicação do 'Enem dos Concursos' devido a chuvas no RS

Nova data para o Concurso Nacional Unificado será definida após avaliação dos impactos climáticos

Por Plox

03/05/2024 15h33 - Atualizado há 19 dias

O governo federal anunciou o adiamento do Concurso Nacional Unificado (CNU), marcado inicialmente para este domingo (5), afetando aproximadamente 2,5 milhões de candidatos em todo o país. A medida foi tomada devido às severas chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul, causando alagamentos, destruição de moradias e a morte de 37 pessoas até o momento.

Vídeo:

 

Conhecido como "Enem dos Concursos", o CNU centraliza diversas seleções de servidores públicos federais, oferecendo 6.640 vagas em 21 órgãos diferentes. Os candidatos inscritos poderiam concorrer a múltiplas vagas, pagando uma única taxa de inscrição. Com locais de prova distribuídos em 228 cidades brasileiras, o exame estava previsto para ser realizado em 3.665 locais, divididos em 75.730 salas.

O ministro da Secretaria de Comunicação, Paulo Pimenta, enfatizou o compromisso do governo com a integridade dos participantes. "Ninguém pode ser prejudicado. Não podemos permitir que alguém deixe de participar do concurso por estar em uma situação de emergência ou por bloqueios que impedem o acesso ao local de prova," declarou Pimenta.

Inicialmente, o Ministério da Gestão havia confirmado a manutenção da data das provas, mesmo para as cidades afetadas no Rio Grande do Sul. No entanto, a pressão por uma solução que não prejudicasse os inscritos levou a uma reversão dessa decisão.

A nova data para a realização das provas será anunciada após uma análise mais detalhada das condições das áreas afetadas e da logística necessária para garantir o acesso seguro de todos os inscritos. O governo segue em discussões internas para assegurar que todos os candidatos possam realizar o exame em igualdade de condições.

Destaques