Ipatinga

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Sonegação fiscal de empresas chegou a R$ 1 bilhão em todo país

    Os estados do país com mais autuações foram São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, respectivamente

    Por Plox

    03/06/2019 18h25 - Atualizado há mais de 2 anos

    Entre os meses de março e maio de 2019, a Receita Federal contabilizou 5.241 empresas em situação de sonegação fiscal. O órgão fez a autuação dessas empresas, que através de meios ilícitos não fizeram o pagamento de taxas, impostos e contribuições ao Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). 

    malha fina

    O calendário é referente a 2014 e as inconsistências foram verificadas pela Malha Fiscal Pessoa Jurídica- Foto: Agência Brasil

    O calendário é referente a 2014 e as inconsistências foram verificadas pela Malha Fiscal Pessoa Jurídica, que tem como foco as pequenas e médias empresas. Somente neste período, a soma foi de mais de R$ 1 bilhão em sonegação, entre multa de ofício e juros moratórios (total de R$ 1.002.536.449,16).


    Os estados do país com mais autuações foram São Paulo, que respondeu por 1532 empresas penalizadas; seguido por Rio de Janeiro, com 630; e Minas Gerais, com 354. Já os estados com menor quantidade de empresas autuadas foram Amapá, com 10; depois, Roraima com 12; seguido do Acre, com 21. 


    Neste mês de junho a Receita Federal enviará cartas para mais de 14 mil empresas com irregularidades nos recolhimentos e declarações de IRPJ e CSLL de aproximadamente R$ 1,5 bilhão. As ações se referem ao calendário 2015. As empresas que estiverem com inconsistências nos calendários posteriores a 2014 devem se regularizar. 
     

    Atualizada às 18h22

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]