Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Pesquisa Ibope diz que maioria é contra flexibilização do uso de armas

    Quando o assunto é a liberação do porte, ou seja, poder andar armado pelas ruas, a rejeição é ainda maior

    Por Plox

    03/06/2019 12h08 - Atualizado há quase 3 anos

    Uma pesquisa feita pelo Ibope indica que maioria da população brasileira é contra as ações do governo Jair Bolsonaro para dar mais liberdade ao uso de armas de fogo no país. 

    Três decretos foram assinados pelo presidente, em cinco meses de governo, para flexibilizar a posse e o porte de armas.

    Segundo dados do levantamento, 61% são contra as regras que facilitam a posse de armamento. 73% afirmam ser totalmente contrários ao porte de armas para o cidadão.

    Um número menor, 37% dos entrevistados, são a favor da flexibilização da posse de armas.

    Quando o assunto é a liberação do porte, ou seja, poder andar armado pelas ruas, a rejeição é ainda maior. Neste caso, somente 26% são a favor. Entre as mulheres, em cada 10 entrevistados, oito são contra essa liberação.

    Segundo o Ibope, o levantamento foi realizado entre os dias 16 e 19 de março, em 143 municípios. Participaram 2002 entrevistados. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2%.

    Redes sociais 
    O assunto é muito discutido nas redes sociais entre os que defendem a liberação das armas e os que acreditam que isso aumentaria a violência no país.

    Um dos argumentos mais usados pelos defensores da flexibilização da liberação de armas é que essa seria uma forma de se opor “aos bandidos que estão armados e sabem que o cidadão está desarmado”.

    Já os que não querem a liberação das armas afirmam que “o estado é que deve assumir a função e ser mais equipado para combater os bandidos”

    Os vários casos de massacres à inocentes em igrejas e escolas em países onde as armas são liberadas também são usados como argumentos contra a flexibilização das armas.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]