Ipatinga

saúde

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Cerca de 38% dos cadastros de PrEP, que evita o HIV, aconteceram este ano

    O objetivo do método é conter a proliferação da epidemia da doença

    Por Plox

    03/07/2019 18h07 - Atualizado há quase 3 anos

    Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 38% das pessoas cadastradas para receber a PrEP (Profilaxia Pré-Exposição), tratamento preventivo com medicamentos antirretrovirais antes da exposição antes da exposição ao vírus para evitar a infecção pelo HIV, ocorreram entre janeiro e maio deste ano. O objetivo do método é conter a proliferação da epidemia da doença.

    O tratamento, que foi disponibilizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em janeiro do ano passado, teve 11.034 cadastros para usar a PrEp. Desse total, 4.152 se inscreveram nesse período.

    A PrEP é a combinação de dois medicamentos, sendo eles: tenofovir e entricitabina, que atuam bloqueando alguns caminhos que o HIV usa para infectar o organismo. Seu uso é feito tomando um comprimido por dia.

    (Foto: reprodução/Pixabay)

    (Foto: reprodução/Pixabay)

    Segundo o Ministério, alguns critérios são usados como, por exemplo: o número de parceiros sexuais, episódios repetidos de ISTs (infecções sexualmente transmissíveis) e utilização de outros métodos de prevenção.

    É preciso buscar um profissional para avaliar sua saúde para que consiga receber a PrEP.

    Foram notificados 247.795 casos de HIV no Brasil, de 2007 até junho de 2018, sendo 47,4% na região Sudeste, 20,5% na Sul, 17% na Nordeste, 8% na Norte e 7,1% na Centro-Oeste.

    Nesse período, 68,6% casos ocorreram em homens e 31,4% em mulheres. Atualmente, o medicamento está disponível em 94 cidades, em 22 Estados e no Distrito Federal.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]