Enem passará a ser aplicado apenas digitalmente até 2026

03/07/2019 10:58

Já no próximo ano, 2020, será feita a primeira edição do Enem pelo computador, nos dias 15 e 18 de outubro

Publicidade

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou que a prova do Enem deixará de ser aplicada em papel a partir de 2026 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A informação foi divulgada durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira, 3 de julho. Já no próximo ano, 2020, será feita a primeira edição do Enem pelo computador, nos dias 11 e 18 de outubro, que será um projeto- piloto, para testar a mudança. Essa versão dará início à transição para o Enem digital, segundo informou Alexandre Lopes, novo presidente do Inep. 

Enem digital

Enem Digital será aplicado totalmente em 2026- Foto: Divulgação/Imagem Ilustrativa

Conforme explicou, "as primeiras aplicações digitais serão opcionais". Cerca de 50 mil estudantes de15 capitais brasileiras poderão optar pela prova eletrônica ou em papel, sendo a digital aplicada nas capitais: Belém (PA); Belo Horizonte (MG); Brasília (DF); Campo Grande (MS); Cuiabá (MT); Curitiba (PR); Florianópolis (SC); Goiânia (GO); João Pessoa (PB); Manaus (AM); Porto Alegre (RS); Recife (PE); Rio de Janeiro (RJ); Salvador (BA) e São Paulo (SP). No primeiro ano, haverá três edições do Enem, a normal, feita em papel, depois uma segunda aplicação e o Enem digital. 

Já no ano seguinte, a versão digital ainda não será obrigatória, mas haverá duas avaliações digitais. Entre 2022 e 2025, haverá um aumento, até alcançar quatro provas durante o ano. No ano em que se encerrar a transição, o exame em papel será 100% excluído, em 2026. A projeção de custos do projeto-piloto é de R$ 20 milhões. 

Atualizada às 12h13
 



Publicidade