Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Guarda municipal que matou quatro pessoas em bar morre de falência múltipla dos órgãos

    Ele foi atingido por um disparo durante troca de tiros com a polícia após matar quatro pessoas

    Por Plox

    03/08/2021 19h28 - Atualizado há 2 meses

    O guarda municipal que matou quatro pessoas em um bar no dia 12 de junho morreu na manhã desta segunda-feira (2), por falência múltipla dos órgãos. Fábio Damon Fragoso da Silva, de 46 anos, estava internado sob custódia no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, após ser contido com um tiro na perna por policiais.

    Marcus Drucker, delegado responsável pela investigação do crime cometido pelo guarda, pediu para que Fábio Damon passasse por uma avaliação de médicos forenses para saber se ele tinha algum problema psiquiátrico.

    Foto: Reprodução

     

    Anderson Pinto Lourenço, André da Silva Ramos, Délcio Fernando Gonçalves Silva que foram vítimas do ataque morreram na hora, já Lucas Ferreira de Souza Alves veio a óbito dias depois. Ficaram feridos Wilson Lima Fraga, de 58 anos, e Antônio Pereira de Souza, de 62.

    Em depoimento à polícia diversas pessoas confirmaram a versão de que o agente da prefeitura estava consumindo bebida alcóolica em um bar com os amigos e por não ter gostado de algumas brincadeiras atirou contra as vítimas.

    Entenda o caso:

    Uma discussão terminou com quatro pessoas mortas e outras duas feridas ao serem atingidas por disparos de arma de fogo feito por um guarda municipal que estava de folga no momento do crime. O guarda foi baleado por policiais durante uma troca de tiros.

    Segundo informações, o guarda de 46 anos estava em um bar em Vigário Geral, na Zona Norte do Rio, na noite desta segunda-feira (12), quando se irritou com algumas brincadeiras e comentários feitos pelas vítimas. De acordo com testemunhas, o homem conhecia as vítimas.

    A irritação teria sido o motivo para que o guarda começasse a disparar a arma contra as pessoas. Uma das testemunhas disse que o homem estava consumindo bebida alcoólica com as vítimas e em determinado começou a ser “zoado” por elas. Ele foi até sua casa, pegou o revólver e quando voltou já chegou atirando.

    Logo em seguida o homem fugiu e se escondeu em uma residência próxima ao local. A polícia foi acionada e ao chegar o homem começou a disparar na direção dos militares. Ele só parou ao ser atingido na perna. Ele foi detido e levado ao hospital.

    Local onde o crime ocorreu/Foto: Reprodução Google Street View

     

    As vítimas fatais foram identificadas como: Anderson Pinto Lourenço, André da Silva Ramos, Delcio Fernando Gonçalves Silva e Lucas Ferreira de Souza Alves. Elas não tiveram suas idades divulgadas. Já os feridos, de 58 e 62 anos, foram encaminhados para o Hospital Getúlio Vargas. O mais jovem foi atingido no ombro e no abdômen, e acabou perdendo um rim. Os outros dois estão em estado grave.

    A Guarda Municipal informou que abriu um processo disciplinar para apurar a conduta do autor. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da capital.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]