Ipatinga

saúde

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Todas as UBS de Ipatinga estarão abertas a partir deste sábado para vacinação contra gripe

    Por Plox

    04/05/2019 12h35 - Atualizado há mais de 2 anos

    Neste sábado (4), todas as 21 Unidades Básicas de Saúde de Ipatinga estarão abertas de 8h às 16h30 para o Dia D de Vacinação Contra a Gripe. O público-alvo são pessoas acima de 60 anos de idade, as crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores de saúde e os professores das redes pública e privada, além da população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. Também têm direito à vacina pacientes com doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, em qualquer faixa etária, com indicação e prescrição médica.

    DivulgaçãoIMG 20190503 142141904 BURST000 COVER TOP

    Os últimos levantamentos da Secretaria Municipal de Saúde mostram que ainda há muitas pessoas a serem vacinadas. A meta é imunizar 64.947 pessoas, mas até o momento foram pouco mais de 15.800 imunizados. A Secretaria entende que devido aos feriados muitas pessoas tenham deixado para procurar os postos de saúde daqui pra frente, já que a campanha se estende até o dia 31 de maio. Este ano, crianças menores de seis anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias) também serão vacinadas.

    Mitos
    Ainda que a campanha ocorra todos os anos, uma série de mitos e informações falsas sobre a vacina e também sobre a doença é difundida, o que pode provocar confusão em parte da população sobre quais são as reais medidas de prevenção e tratamento.

    Um dos mitos mais comuns é o de que a vacina contra a gripe transmite a doença. O que acontece, segundo a secretária de Saúde de Ipatinga, Érica Dias, é que “as pessoas que ficam gripadas após tomarem a vacina provavelmente já estavam com alguma outra doença respiratória ou já tinham o vírus e a vacina não teve tempo suficiente para fazer efeito, pois a detecção de anticorpos protetores se dá entre duas a três semanas após a vacinação”, explica. 

    Outra informação incorreta é a de que a vacina pode fazer mal para gestantes. Pelo contrário, a vacinação contra o vírus Influenza em gestantes é uma estratégia eficaz de proteção para a mãe e para o lactente. Além de proteger a mãe, a vacinação durante a gestação reduz o impacto da doença em bebês e o risco de hospitalização, que é muito elevado nos primeiros meses de vida. 

    Mas a vacina contra a gripe deve ser tomada todos os anos? A resposta é sim. Quem tomou a vacina no ano passado deve se vacinar novamente em 2019. Afinal, a proteção conferida pela vacinação é de aproximadamente um ano, motivo pelo qual é feita anualmente. Além disso, a constante mudança do vírus Influenza requer frequente reformulação da vacina. 

    A gripe pode matar?
    Se a enfermidade não for tratada a tempo, a gripe pode causar complicações graves e inclusive a morte, principalmente nos grupos de alto risco, como crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. (Com informações da Secretaria de Estado da Saúde).
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]