Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    CPI da Pandemia: ex-ministro Pazuello não deve depor nesta quarta-feira (5)

    A informação foi divulgada pelo senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da Comissão

    Por Plox

    04/05/2021 14h09 - Atualizado há 5 meses

    Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, não deve depor nesta quarta-feira (5) na CPI da Pandemia, como estava marcado pela Comissão. A informação foi divulgada pelo senador Omar Aziz, presidente da CPI.

    Em fala, no começo dos trabalhos da CPI na manhã desta terça-feira (4), Omar Aziz disse que foi comunicado, de forma não oficial, que nesse fim de semana, o ex-ministro teve contato com dois comandantes que foram diagnosticados com Covid-19, por isso, foi orientado a não comparecer ao Senado.

    Pazuello teria tido contato com pessoas que testaram positivo para Covid-19 nesse fim de semana. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

     

    Ainda segundo Aziz, a Comissão ainda não foi comunicada oficialmente da ausência de Pazuello e ainda não se sabe como será o processo. No caso de não comparecimento, alguns senadores pediram para que Pazuello seja ouvido de forma virtual, porém, a informação se isso será possível não foi confirmada.

    Estava marcado para esta quarta-feira (5), o depoimento de Pazuello, ex-ministro da Saúde, e Marcelo Queiroga, atual ministro da Pasta.

     

    Mandetta e Teich

    Na manhã desta terça-feira (4), quem vai depor será o deputado federal e ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Outro ex-ministro que vai depor será o ex-ministro Nelson Teich.

    Mandetta vai depor na manhã desta terça-feira (4). Foto: reprodução

     

    O depoimento de Mandetta estava marcado para às  9h, porém, até às 11h, ainda não tinha sido iniciado.

     

    CPI da Pandemia

    O senador Omar Aziz (PSD-AM) foi eleito presidente da CPI. O senador Randolfe Rodrigues (Rede- AP) foi eleito vice-presidente e o senador Renan Calheiros (MDB-AL), eleito o relator da Comissão.

    Mandetta deve falar sobre a atuação do Governo Federal, principalmente no início da pandemia, tempo em que era ministro da Saúde, quando saiu em maio de 2020. O ex-ministro também deve falar sobre a compra de remédios, como a cloroquina, e também sobre o processo de aquisição de vacinas contra a Covid-19.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]