Prisão em João Monlevade após apreensão de R$ 1.000 em notas falsas

Dentro do pacote, foram encontradas 10 cédulas de R$ 100, somando o total de R$ 1.000.

Por Plox

04/05/2023 08h25 - Atualizado há 12 meses

Na última quarta-feira (3), em João Monlevade, região Central do Estado, um homem foi preso em flagrante pela Polícia Federal (PF) após receber R$ 1.000 em notas falsas. A idade do suspeito não foi divulgada.

Ação conjunta: PF e Correios

A Unidade Especial de Repressão à Falsificação de Moeda da Polícia Federal coordenou a ação, contando com o apoio dos órgãos de Segurança dos Correios. A parceria começou após a emissão de um alerta sobre uma correspondência suspeita.

Os agentes federais conseguiram identificar e localizar o destinatário do pacote, que confessou o crime no momento em que a encomenda foi entregue. Dentro do pacote, foram encontradas 10 cédulas de R$ 100, somando o total de R$ 1.000.

 

Foto: PF/Divulgação

Características das notas falsas

De acordo com a PF, as cédulas apreendidas apresentavam características similares às verdadeiras, simulando elementos de segurança. No entanto, as notas tinham tonalidades diferentes das oficiais e o mesmo número de série.

As notas falsas serão encaminhadas ao Setor de Perícias da Polícia Federal. Caso seja confirmada a falsificação, o suspeito responderá pelo crime de moeda falsa, podendo ser condenado a penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão e multa.

Impacto no mercado regional

Segundo a Polícia Federal, a importância de ações como essa é evitar a circulação de cédulas falsas no mercado regional, o que pode acarretar prejuízos aos comerciantes, inflação e desvalorização da moeda.

Destaques