"Mulheres bonitas me curaram" de ser gay, discursou presidente filipino em evento

04/06/2019 09:09

Em outro evento, ele ainda pediu beijos a mulheres; quatro delas se voluntariaram

Publicidade

Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas, deu uma declaração curiosa em um encontro com representantes do país em Tóquio (Japão), na última semana: ele disse ter deixado de ser gay ‘com a ajuda de belas mulheres’. 

Presidente filipino

Presidente filipino se declarou 'ex-gay'- Foto: Reprodução/You Tube

O senador Antonio Trillanes sempre tece críticas abertas a respeito do presidente. No discurso no evento, Rodrigo Duterte afirmou: "Trillanes e eu somos similares, mas eu me curei", disse o presidente, insinuando que Antonio Trillanes é homossexual. Duterte ainda alegou que "se tornou um homem novamente" após conhecer sua esposa (hoje, ex-mulher). Ainda no discurso, ele endossou: "Mulheres bonitas me curaram".

Em 2016, quando estava em campanha para a presidência das Filipinas, ele declarava ser favorável ao casamento entre pessoas de mesmo sexo, mas depois voltou atrás e mudou seu posicionamento a respeito do tema. 

A maioria da população filipina se declara católica. O aborto e o divórcio, por exemplo, são consideradas práticas ilegais por lá, entretanto, o país asiático tem uma postura de aceitação em relação à homossexualidade, apesar de as leis locais estarem perdendo espaço. Sobre a declaração do presidente, a associação Bahaghari, pró- transgêneros e homossexuais, se posicionou contra o discurso do chefe do Executivo filipino: "É sintomático de doenças ainda mais graves: a ignorância, o preconceito e o ódio".

Presidente filipino, Rodrigo Duterte, beija funcionária filipina em evento ao vivo na Coreia do Sul, em 2018 — Foto: Reprodução/YouTube

Presidente beijou uma mulher em evento no Japão- Foto: Reprodução/YouTube

Durante uma visita ao Japão, ele protagonizou uma cena para lá de inusitada. Duterte se dirigiu a algumas assistentes que trabalhavam em um evento e pediu beijos. “Quero um beijo na boca. Quem se oferece como voluntária?”, perguntou. Subiram quatro mulheres ao palco para beijá-lo, e ele brincou: "Agora é a vez das viúvas". Os participantes riram da cena, mas grupos feministas criticaram o procedimento de Duterte, classificando como misógino.

Atualizada às 11h43

 



Publicidade